terça-feira, 22 de maio de 2007

Olá caros senhores! Primeiramente boa noite =D

Bom, hoje vou começar com uma fotinha bastante interessante. Um burro! Sim, isso mesmo. Se tiver copyright espero que não tenha mas se tiver já peço desculpas. Mas saindo o papo de direito e indo para um papo direito, literalmente, vamos falar hoje de algo que move nossa pobre nação brasileira.

Primeiramente que eu NÃO sou nem um pouco patriota e tenho orgulho disso. Não sou beberrão, não curto futebol e tampouco gosto de samba. Aliás, samba é um dos muitos ruídos que eu gostaria de eliminar do mundo, juntamente com funk, algumas new age e outras drogas que viciam as pessoas na sua insignificância. Não creio que pessoas sem noção me critiquem pq mesmo eu morando "num país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza" dizendo que não sou patriota. Sei que minha cidade e meus país são lindos, mas pessoas mandarem você vestir o verde-e-amarelo para que você sinta orgulho de morar aqui, só gostaria de saber orgulho do quê. Pq todos os dias eu me deparo com coisas horríveis como crianças pedindo esmola no semáforo para sustentar seus pais alcoolátras, vejo gente tentando trabalhar e não conseguindo, e o pior de tudo, gente tentando trabalhar e não conseguindo.

Sempre fui contra o trabalho. Não é pelo fato de eu ser um completo vagabundo ou algo do tipo. O fato de eu ser uma simples mercadoria jamais me agradou, quero trabalhar pelo meu país e produzir pra ele e pra todos, talvez por isso eu sempre tenha esse ideário comunista e a vontade de morar na União Soviética. Sim, pq eu iria lá sem a menor dúvida e moraria lá e morreria lá servindo aos soviéticos com certeza! Mesmo com todos os erros, me sentiria como uma parte da sociedade, e não algo usado na grande selva chamada "mercado de trabalho".

Sim, pq vejo pessoas inteligentíssimas, que mesmo sendo inteligentes não são espertas. Tenho um amigo inteligentíssimo que já está com seus vinte anos igual a mim, e ele prefere mil vezes apenas continuar em seu emprego do que voltar a estudar, fazer uma faculdade, enfim... Tem um grande potencial, mas não tem outro meio de aplica-lo em algo mais útil do que trabalho. E você me pergunta: tem algo mais útil que trabalho, e digo que tem: estudo.

Afinal, vejo um presidente sem sequer um nível superior no governo que se preocupa em dar EMPREGO pro povo, enquanto poucos tem direito a uma faculdade. Veja a atenção que ele dá à criação de empregos e a atenção que ele dá a programas como o ProUNI. Me desculpem, mas se vocês preferem ser idiotas que apenas sabem trabalhar e pensam que sabem alguma coisa, sinto muito. Posso até ser jovem de corpo, mas minha alma já há tempos está na terceira idade e sei de muita coisa.

Simplesmente pq as elites somente se preocupam em incentivar cada vez mais o emprego, enquanto os que apenas crêem e vêem futuro no trabalho continuam apenas a ver isso, tornando-se apenas meros executores, sem voz ativa na sociedade. Talvez até falem nessa democracia de araque em que vivemos, mas o importante não é chegar, criar um blog, e falar muita besteira. O importante acima de tudo é saber pensar.

Existe uma teoria para que nós, judeus, sejamos superiores aos seres normais. Um deles é exatamente esse: sempre fomos forçados a sermos inteligentes, não ricos. E isso tenha passado pros genes de grandes dos nossos gênios (Einstein, Freud entre outros), pq ser inteligente é mais importante do que ser rico, e digo que estudar é muito mais importante do que trabalhar e ainda reafirmo minha setença.

Minha revolta não é pelo fato de eu estar virando uma cabeça pensante graças ao contato com obras e leitura que eu faço, mas sim por tantas e tantas pessoas que teriam seu potencial elevado graças apenas a aulas e uma chance de deixar de trabalhar e estudar que simplesmente tornar-se-iam de alguma forma tão elevados que elevariam a sociedade em si. Mas não, o governo só pensa em dar emprego, dar emprego e dar emprego. E nem isso sabe fazer bem. Faltam cabeças pensantes meus caros. É isso que falta nesse país.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog