quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Quem é absoluto? Lembro-me de uma vez ter lido num e-mail, daqueles bem de lição moral, que amigos enviam pra gente em forma de slides no Power Point, e lá tinha um questionamento, um tanto folclórico eu diria, difícil de se imaginar na vida real, em que um aluno e uma professora estavam discutindo.

E nessa discussão a professora perguntou para o pseudo-aluno infant-juvenil se as sombras existiam. Cá entre nós, é um daqueles e-mails religiosos pra nos trazer ao lado de Jesus, os quais eu não acredito. Ou melhor, até acredito em Jesus Cristo e mesmo que as pessoas não queiram acreditar nos milagres ou no que ele fez, ninguém pode negar que o que ele falava era extremamente útil, e bem-centrado, com crenças individuais á parte, até porque respeito todas as religiões. E ele respondeu que a escuridão não existe, o que existe é falta de luz.

Na hora eu até aceitei, mas eu tava nesses dias brincando com a câmera tirando fotos minhas, e lembrei de que eu tinha visto que cientistas haviam há pouco tempo conseguido ver um fóton. Cá entre nós, acho simplesmente idiota ver uma partícula de energia de produz luz, se bem que isso não mudaria minha vida e tampouco ver o fóton traria luz para a humanidade (piadinha horrível essa =\). Então peguei a câmera e mirei na lâmpada da sala e bati a foto, e saiu essa.

Interessante né? Não tem nenhum efeito do Photoshop, exceto a bordinha sexy-cinzenta e a escala de cinza. Dá pra perceber bem, não tanto na foto original, mas é a escuridão que engloba a luz. Porque a escuridão é primordial, e a luz foi criada depois. Ao menos nessa foto, a gente vê que a luz não passa de uma espécie de sombra das trevas, onde ela tem um caráter secundário de apenas iluminar, pois as trevas englobam a luz sim. O universo em si é um manto gigantesco de escuridão, algo criado pela Nyx, uma tapeçaria rara e escura, onde apenas quem está perto da luz que pode realmente enxergá-la, pois a luz pode ser forte e ir contra a escuridão, mas basta apenas algo fazer sombra pra que ela seja anulada. =\

Então só nisso já quebrei a teoria do tal jovenzinho. A questão é o ponto de vista meus caros. Talvez as pessoas que andam na rua e me vejam vestindo sempre preto, com o cabelo desgrenhado, e desse tamanho e magro provavelmente pensam milhares de coisas de mim, boas ou não, mas a questão é exatamente o ponto de vista. A luz pode ser forte, mas ela é facilmente barrada, por uma parede por exemplo, trazendo sombra pra você. A escuridão pode sim englobar a luz, afinal o que são as estrelas que vimos no céu no fundo preto do universo? São absolutamente nada!

Mesmo que o Supercluster de Virgem tenha milhões de galáxias, e estrelas que são SuperGigantes vermelhas podendo ser até milhões de vezes maior que o nosso sol, a escuridão ainda predomina. Pois as luzes são fracas, simplesmente isso, por maiores que sejam. Mas dependendo do ponto de vista você é levado a acreditar nisso e tornar isso a sua verdade.

Eu na verdade tenho algo do ego masculino que eu acho bastante válido, e acho que as mulheres tanto em ter isso, e a ausência disso muitas vezes, tanto acarreta coisas boas e ruins. É o fato de, ao menos eu, seguir em que eu acredito sem me debater com obstáculos na frente. É algo como, acreditar em algo verdadeiro e seguir isso. Conheço muitas pessoas que tiveram diversas religiões, inclusive uma amiga do colegial, que em um ano foi pra quatro seitas (não vou falar igreja, pq qualquer merdinha de pseudo-igreja de fundo de quintal agora quer se chamar igreja) e hoje ela é da Wicca. O_o~~ Outros porém escolhem o ateísmo, e outros do ateísmo mudam pra suas religiões, enfim...

Como eu disse, tenho verdades que carrego comigo. Eu tenho crença sim, e não importa se racionalismos ou ateístas vierem me fazer mudar de idéia, não irei perder esse conceito. Existem muitas coisas que ninguém vê, como eu por exemplo que tenho uma infeliz sensibilidade a espíritos, que me fez ler mais sobre pra eu saber me proteger deles. Claro, hoje eu sei lidar com isso, mas desde criança sou atormentado com algumas aparições e vozes que ninguém explica, e só fui saber o motivo disso tudo esse ano. Assim como existem coisas que ciência jamais explicará em outras crenças, como por exemplo o clássico ritual do Corpo Fechado (que tem raízes hindus, que pouquíssimos sabem), ou mediunidade, enfim. E exatamente não apenas por eu ver e sentir esse tipo de coisa eu acredito, mas sim porque eu tornei isso como uma das minhas verdades. E um homem que crê nas suas verdades é além de um homem honrado e fiel aos seus princípios, pra mim é um verdadeiro homem.

Enfim... Vou parar por aqui que tá parecendo reunião do clube do bolinha. =P

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog