sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Alpha & Omega Unniverse - Parte II

Esse aí é o grande vilão da história!

Bom, vamos começar do início: os deuses do universo descobrem o que é o Sistema, e então mesmo sem eles poderem fazer nada, pesquisam, e no meio descobrem quem é de fato os seres que criaram e gerenciam o sistema são o início e o fim. Até aí tudo bem, porém graduamente o universo parecia ser tragado pelo seu próprio vácuo - o caos que instaura nos confins mais longíquos do universo, onde não há estrelas, nem planetas, apenas uma imensa desordem e o nada.

E por mais que os deuses tentassem fazer algo, jamais poderiam fazer. É então que no paraíso (mundo dos mortos da luz) dois recém nascidos aparecem, duas lindas garotinhas com uma marca da Alpha e outra de Omega na testa. Parecia que tínhamos uma esperança. Até que seres estranhos invadem o paraíso, e tentam raptar as duas crianças. É aí que os dois deuses mais poderosos, os únicos que conheciam mais do tal sistema, resolvem levar consigo as crianças, porém por mais fortes que eles fossem, só conseguem apenas atordoar os vilões com seus poderes. Era o deus do tempo, e o próprio Deus, Jeová.

Usam suas últimas forças pra tentar selar o poder dos bebês, mas como eles não sabiam nada do sistema a não ser lê-lo, o universo perde dois de seus representantes. Elas são salvas por um homem que sabia do sistema, e era um único dos julgadores vivos. Ele as salva e sela seus poderes. Elas então passam a viver como disse, vidas diferentes. A Iza com uma família rica, e a Ell com uma família muito pobre.

O Caos some e só aparece mesmo no final. Ele é, como podem perceber não a reencarnação. Na verdade, o corpo dele é apenas um hospedeiro, que para entrar teve que fazer coisas simbólicas, uma delas arrancar o próprio coração. Exatamente malvado, é a minha idéia de mal mais clichê que eu tinha, como um vilão que deseja conquistar o universo. Mas não é pra botar as idéias dele, é sim pra gerar o Caos infinito e ferrar tudo de vez.

Ele tem uns parceiros também, mas na época eu não os desenhei. Aliás, a história mesmo eu comecei a escrever mas desisti logo no começo. Cheguei apenas quando elas encontram o guerreiro Beta, depois parei. =P Juro que ficou grande demais, mas até gosto de fazer histórias grandes... Problema é organizar e escrever tudo e ter saco para tanto...

Bom, eu to de castigo esses dias de PC, e estou usando meio que na clandestinidade. Culpa de meu pai, peço desculpas pelo pessoal da Rag e pelos meus amigos, mas tentarei entrar volta e meia esses dias, certo? =X (principalmente ao Mura que ainda estou com os equipamentos dele no Ragnarok. Oh, saco!)

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog