terça-feira, 15 de julho de 2008

Meio de mês.

Oba. Faltam quatro dias pro niver da Naiara. *_* Tenho que comprar um presente bacana pra minha mió amiga.

Olha, vou ser sincero, tratamento psicólogico agora tá é me atrapalhando. Pra ser sincero ela mesma disse que eu vou ser um caso difícil pela minha imensa teimosia que ultrapassa os limites do ser humano (hehe... Eu sabia que era fodão, mas nem tanto!).

Cara, eu to precisando muito de remédio. Desde que a fluoxetina acabou eu ando tendo umas conceiras infernais, minha urticária já atacou meio várias vezes nessas férias e quando estávamos terminando os trabalhos no fim do semestre, e com o remédio isso não me acontecia. Bom, mas se eu continuar provavelmente vou acabar me viciando em remédios psiquiátricos, enfim... Aí é fim de carreira.

Mas faz bem. Na verdade remédios e drogas são substâncias que estimulam o corpo ou partes do cérebro, dando-nos uma sensação de prazer ou conforto. Talvez por vivermos num mundo frio e sem sal, e mesmo nosso cérebro conseguindo produzir as tais substâncias de prazer e conforto mesmo assim precisamos de mais algumas - não pela crença de que sempre precisamos de mais e mais, uma coisa equivocada muitas vezes, mas o fato de precisarmos no necessário.

Haha... Sou um grande fã da civilização das cavernas. E acho que a humanidade não deveria ter evoluído atrás de computadores, prédios gigantescos e todas essas coisas. Ficar coçando o dia inteiro, levantar apenas pra buscar a comida, isso é, quando tem comida, ficar no tédio dormindo muito não é bom apenas pelo fato de não ter o que fazer, mas é bom pois as complicações que o "viver em sociedade moderna" não existem. Viver em um mundo moderno traz muitas dificuldades para o ser humano, muito além do que muitos imaginam.

Talvez seja algum lado hippie meu perdido nos saudosos anos sessenta.

E eu até curto essa minha visão melancólica das coisas. Eu mesmo acho muito melhor eu ficar me lamentando pelos lados pois infelizmente saber é uma coisa para pessoas tristes. Eu até gosto de ver muita gente falando que a vida é uma beleza, e talvez tenha até algum lado bom, mas não se compara à quantidade de coisas ruins que tem. A gente vai descobrindo, muitos fecham os olhos e não querem ver, muitos dizem que vêem mas não ligam, mas apenas os que fazem alguma diferença são os que vêem as coisas ruins do mundo e as absorvem. Felicidade não traz conhecimento. O homem conhece as coisas na melancolia e com elas faz o conhecimento. Felicidade é uma venda negra nos olhos que faz as pessoas andarem em linha reta pensando que nada de ruim há na sua volta, e isso é bem verdade. Muitos vivem assim. E esse que é o viver.

Agora ver as coisas ruins, bom...
Não tenho coragem de usar essa venda negra nos olhos. E sequer pretendo. Tive várias chances de ser feliz, mas... Temo perder, e sei que irei perder, o "conhecimento". =)

1 comentários:

Gabriela disse...

Nossa menino! O_O Bem...respeito sua opinião, mas...não acho que felicidade e melancolia tem a ver com aprendizado ou o fato de você ver as coisas porque...bem...você estando vivo, as coisas estão aí, as boas e as ruins e mais que isso, o fato de você enxergar as coisas ruins não deveria te impedir de achar a felicidade, enfim, eu posso ter entendido errado também! ^^" So sorry se foi o caso! Anyways...be happy! =D

Postar um comentário

Arquivos do blog