terça-feira, 22 de julho de 2008

Parabéns pra você...

Quantos aninhos mesmo? Hahaha! Olha só... Vinte e dois de julho. De longe essa data já está sendo um grande presente. O inferno astral nem foi tão ruim esse ano, pelo contrário, trouxe muitas bençãos, isso sim. Todo mundo fica falando por aí que presente é importante, mas isso eu deixo pra família me dar. Se eu não pedir roupas no aniversário eu passo o ano inteiro pelado (sem parecer nada pervertido, claro), mas já ganhei muitas coisas que me fizeram muitíssimo bem, obrigado. Pra que ficar pensando em presente, uma coisa que você vai receber. Nem quero. Meu avô quando vê a gente chegando lá no interiorzão de São Paulo uma vez pra comemorar o aniversário dele já veio gritando pra vizinhança inteira: "Gente! Já ganhei meu presente. Aqui estão eles, eles são o meu presente!", acho que dá pra apreender bastante.

Um presente que ganhei esses dias é voltar a falar com uma menina que eu não tinha contato há uns... Quatro ou cinco anos? Pra ser sincero até eu já tinha deixado meio de lado o nick de Meta Morphine, pois ela ficou conhecida como a minha onee-chan (a primeira de muitas, hahah!) que eu acho que a magoei, mas eu de idiota aqui preferi ficar esse tempo todo calado do que voltar a falar nisso. A minha amiga muito valoroza Annie Morphine, um dos Morphines, hahaha... Continua a mesma chata de sempre, e é dessa chata que eu mais senti falta!

Um grande presente é eu ter voltado a ter um relacionamento de pai e filho com meu pai. Quem me conhece nem sabe da metade, pra ser sincero eu ainda sofria muito, mas como não foi próximo do aniversário foi o presente do ano. Já tinha uns cinco anos que eu não falava com ele, mesmo morando embaixo do mesmo teto, mas esse ano enfim voltamos e reatamos. Nada de rivalidade, brigas e agressões físicas.

Outro presentão de amizade também é a da minha grande amiga Fátima, no Ragnarok. Fiquei uns dias aí meio sem vontade de jogar e ela fez questão de me mandar mensagens atrás de mim e eu vocês nem sabem como eu me senti. Sabe, é o fato de se sentir querido, sempre convivi com pessoas um bocado frias, e continuo as atraindo como um imã. Não sei se é porque sou exatamente o oposto - BEM sentimentalista - mas a Fá tem me ajudado a voltar a caminhar bem. De pouquinho em pouquinho.

Sabe, coisinhas assim não tem valor monetário. Ok, vivemos em dívidas, ás vezes passamos o mês devendo mais que tudo aqui em casa, e só Deus sabe o nosso futuro. Mas essas coisa as pessoas talvez perdem valor numa data de aniversário, pensando nos presentes, nas lembrancinhas e coisas do tipo. Hoje tenho grandes amigos na faculdade (inclusive o Ivo que vai ganhar MGS4! Olha lá heim! Vou repetir: vou ficar la na sua casa!! Hahaha) e grandes parceiros, que volta e meia dão as caras, somem mas sempre tão lá, nem que seja pra desejar um grande feliz aniversário.

E acreditem. Apenas as palavras deles já valem o presente mais caro do mundo. =)
Só não vale falar qual é a minha idade! Hahahah!!! Quem sabe, biquinho fechado!

1 comentários:

Gabriela disse...

PARABEEEEEEEEEEEEENS!!! \ o / Mais um ano de vida!!! E eu espero que seja repelto de coisas maravilhosas e muita felicidade, porque você merece e muito!!! Tudo bem, I'll keep your secret! ^^" Eu sei que você não se importa com presentes...mas eu sou uma pessoa que adora dar presentes! ^^" É que eu dou de coração mesmo, sabe? Hehehehehehe!
De novo...Parabééééééns!!! ;)

Postar um comentário

Arquivos do blog