sábado, 2 de agosto de 2008

Punição dos torturadores da ditadura: Enfim?

Quase todos os países do bloco latino americano já executaram duras repressões aos envolvidos de alto escalão no período da ditadura. Tirando o Pinochet, que era idolatrado e odiado pelo seu povo, o Brasil é de longe o país mais atrasado, e que até agora não puniu nem cinco porcento dos envolvidos. Claro, afinal muitos deles estão envolvidos em cargos altos do governo, e continuam lá praticando ainda tortura - desviando dinheiro público para seus paraísos fiscais.

Enfim parece que resolveram sacudir um pouco o pessoal do Planalto e parece que logo sairá algo para dar uma punição aos que praticaram torturas, assassinatos, estupros e violência durante o período militar. Acredito que isso é acima de tudo uma evolução que tardou a aparecer. Pra quem pensa que os militares saíram do poder isso é uma fábula. Procurem saber de atuais deputados e senadores, e virão que muitos eram envolvidos até com o DOPS e ainda estão lá, livres leves e soltos vivendo no novo mundo democrático.

Morte pra todos eles.

Eles não pagaram em nada, e dificilmente as vidas deles valem tanto quanto a de centenas de torturados. Tarso Genro, senhor ministro da Justiça e Paulo Vanucchi da Secretaria dos Direitos Humanos estão com um grande dilema em mãos. O exército, claro, está correndo de medo e não quer nem ouvir falar em punição aos torturadores, por outro lado há um país que mesmo que a minha geração - que já nasceu numa era de estranha paz e liberdade (há controvérsias!) ainda vê que muitos que viveram nos anos de repressão agora convivem com aqueles que os reprimiam, e pelo bem dos que já se foram eles merecem uma punição.

E já que estou falando de política, quero prestar minha profunda simpatia pela presidente do Chile, Michele Bachelet. Mulher inteligente, bonita e com classe. Quem dera se tivéssemos um presidente assim. =\

1 comentários:

gabi disse...

Política brasieleira é uma coisa que me causa muitas nauseas! E ainda pensar que várias pessoas como eu, somos obrigadas (a risco de prisão) a participarmos dessa palhaçada. Como? Levantando às 6hrs da manhã de um domingo para testemunhar o circo das eleições sendo mesários. Preciso achar meu nariz de palhaço.

Postar um comentário

Arquivos do blog