domingo, 2 de novembro de 2008

Quando o inglês ganhou do brasileiro

Bom, não gosto muito de esportes, e como a vida inteira sempre foi bem gordo e sempre era descartado nas aulas de Educação Física, odeio qualquer esporte. Mas como todo bom inglês, gosto de futebol e agora... De corrida!

Grande Prêmio do Brasil em Interlagos. Decisão de campeonato, aliás de quem já estaria praticamente com o campeonato em mãos. Meu próprio nome inspira velocidade, e acho que talvez haja uma ligação entre a minha paixão por velocidade com a homenagem que meu pai fez ao lendário piloto de Fórmula 1, Alain Prost (sim, com i mesmo! Igual ao Alain Delon) grande rival e amigo de Ayrton Senna, o maior expoente aqui da república bananal.

Mas gostei da corrida! E não tem como não ficar contagiado com a energia desse povo, até eu estava torcendo pra um deslize do Hamilton. Convenhamos: Hamilton não corre nada. Pra mim, ele pilota um formula 1 da mesma maneira que ele pilota um Mario Kart. Vide as curvas que ele faz que sempre acabam resultando numa penalidade pra ele, os atropelamentos e claro... A falta de carisma dele me irrita muito. Ainda bem que a McLaren ainda tem o Kovalainen.

Valeu a pena, Massa! Fazia tempo que um piloto não vencia aqui. Aliás, o cara é uma simpatia, tinha que ser de família de italianos, hehe... Meu pai nem tava torcendo tanto pra ele, hehe (ainda acho que ele gostava do Senna porque era Corinthiano), e no final perdeu o campeonato por um mísero ponto.

Depois vem jornalista dizendo que brasileiro não se contenta com derrota. Poxa, as olímpiadas eu já falei, teve atleta daqui que teve que pagar sua passagem fazendo vaquinha na comunidade, enquanto os rapazes do vôlei foram de primeira classe e perderam pra equipe estadosunidense. Foi um primeiro lugar com gosto de mais um segundo na classificação geral, mas foi suado, liderou a corrida do início ao fim e no final, pena que o Glock na última curva deu o vacilo. Mas acontece. Ano que vem é contigo de novo, Felipão!

Odeio a McLaren. E o Hamilton também. Ainda acho que ele se daria muito melhor no Mario Kart do que o Raikkonen ou Massa que correm igual profissionais. Tinha que ser moleque... =\

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog