domingo, 21 de dezembro de 2008

Fronteira sob o crepúsculo lácteo

Estou tentando (novamente!) escrever um roteiro de quadrinhos. Mas agora quero sair dos clichês, ao menos em partes. Na verdade tou com um projeto que acho que dificilmente entenderiam, mas pra mim é suficientemente claro. Ou não.

Tá, ninguém entendeu nada. Se chamará Frontière, fronteira em francês biboso. A história se focará em três pessoas que significarão algo como passado, presente e futuro. Mãe, filha e namorado da filha. A obra que eu quero escrever pretendo focar em dois temas que só em si me trarão muita dor de cabeça: amor e tempo. Parece fácil na teoria, mas apenas na teoria. Tive a idéia toda durante esse último semestre na faculdade, e quero agora nas férias ao menos pegar e organizar todos os brainstormings.

Algo como: Em um mundo paralelo, Anya é uma mercenária a serviço de quem pagar mais. Sua filha, Mia é uma criança alegre, mas muda drasticamente ao presenciar sua mãe sendo assassinada na sua frente. Uma história sobre o que é o amor, e como o tempo interfere nas nossas vidas e o quão relacionamentos podem ser eternizados. Algo assim, não vou contar o resto porque tou com umas idéias legais aqui. Se eu conseguir sair do rascunho primário eu mostro, embora eu duvide muito que saia do primeiro rascunho.

O primeiro desenho que eu fiz delas eu scaneei e colori com o Photoshop. O resultado está tanto no meu DeviantArt como aqui também (no caso, a versão daqui está ligeiramente diferente. Pouca coisa). Segue abaixo a arte concluída (clique para ampliar):



0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog