sábado, 21 de fevereiro de 2009

Pouquinho de filmes de cada canto!

Hoje quero falar de filmes. Na verdade ultimamente não ando assistindo a muitos, perdi o hábito.Então vou falar de alguns que eu assisti e achei muito bons e alguns que ando assistindo atualmente e achando legais. O primeiro é um filme velho pra caramba, mas ainda hoje continua atraindo muitos fã. Vi quando era moleque e fiquei aterrorizado, hahaha.. Mas depois fui vendo com calma e admito estar hoje numa lista top. Apocalypse Now, de Francis Ford Coppola (o mesmo de Poderoso Chefão, mas como eu falo demais desse filme hoje não falarei, hehe) que muitos dizem ser baseado no livro Coração das Trevas de Joseph Conrad que eu emprestei pra alguém e não lembro pra quem foi, então perdi, hahaha...

"I love the smell of napalm in the morning", essa fala é clássica desse filme. Filme contém claro, aquela moral que todo bom filme de guerras têm, mas acho que vai um pouquinho além disso. Personagens mais que interessantes, cenários muito bem produzidos e Marlon Brando em uma das melhores atuações já vistas por mim. Aproveitando que estamos numa época antiga e remota, outro que eu adoro é Laranja Mecânica. Pronto, agora sabem que eu gosto de filme de guerras pesados e agora vem um filme desse naipe vão me achar um mané pervertido, certo?

De longe, isso não, hehe. Pra ser sincero se existe uma coisa que realmente me faz tremer no filme é a música. Aquele som eletrônico anos setenta hoje parece mais sons resultantes do uso de alucinógenos. Tirando o "entra-e-sai", que Alex sempre faz durante todo o filme, duas coisas chamam muito a atenção: a ultraviolence e o método de Ludovico para retirar a "violência" das pessoas. Obviamente não ficou nem metade do que o livro é, mas vale muito a pena afinal filme é filme e livro e livro. São duas linguagens diferentes e ambos acho que aqui se completam.

Saindo dos filmes velhos, vou falar de um latino, nossos hermanos! Não vou ser clichêzão e falar do Pedro Almodóvar, e sim da grandíssima Salma Hayek e No tempo das borboletas, filme sobre as irmãs Mirabal, oposicionistas no fim de década de cinquenta do governo da República Dominicana. Baseado em fatos reais, óbvio, e mesmo com toda a maquiagem cinematográfica do filme você ainda leva um tempinho a crer que aquilo tudo foi real. Até o History Channel tava passando em sua grande de programação, e o final é... Bem... Sem spoilers, né?

Cinema asiático um que achei muito bacana é um que ainda não chegou aqui. An empress and the warriors, com a Kelly Chen e Andy Lau como o casalzinho principal. Na verdade o filme nem é lá essas coisas, e acho que me deixei ser levado pelo romance bobinho do casal, hehe... A parte romantica é linda mesmo, amores proibidos, mas as cenas de guerra poderiam ser bem melhores. Outros que eu assiti há décadas mas adorei, é um que não tem muito a ver com esse cinema-propaganda folclórico chinês e sim dramas reais. Se quiserem um estímulo, tem a lindíssima Zhang Ziyi, e tem cara de filme feito contra a resistência da ditadura de lá, enfim, só assistindo pra crer, hehe... Tem partes que são tediantes mas a obra em si é boa. Ah o nome né? Borboleta púrpura.

Sim, adoro cinema underground, hahaha... Tem obras muito boas que ninguém vê nem chegar no cinema e tampouco locadoras. São aqueles filmes típicos que a HBO adora passar. =P

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog