sábado, 4 de abril de 2009

Caccia la bellezza


Beleza é um retrato que guardamos em nossos corações. Preste atenção nas coisas belas, sejam elas simples ou complexas. Busque na sua memória e fixe ela de um jeito lá. Pode passar anos, podem passar décadas, gerações, mas quando somos tocados por algo que é belo, essa coisa fica escrita em nós.

Uma vez vi o sol nascendo numa terra bem longe daqui. Ainda acho que esse é um dos maiores espetáculos da Terra, e não precisa ir nem muito longe, mas aquela aurora foi bem especial. O dia nasce de aquarela que Deus em forma de criança brinca no céu. Pinga tinta e mistura. Um pingo branco de tinta cai, uma mistura de tonalidades que nenhuma câmera humana pode captar. Pingo de tinta que cai, e mistura... Nossos olhos são as lentes.

Começa lá longe, bem escurinho. Devagar um azul claro vai aparecendo, você só vê o desenho das coisas, dos prédios, da selva de pedra. As nuvens parecem algodão doce colorido, tingidas de violeta e laranja. Nossa estrela-mor vai subindo lá longe, e aquela sua cor amarela vai de encontro com o azul. É nessa hora que a gente tira os óculos e contempla: não vai durar nem poucos minutos, mas é o bastante pra nos tocar, e ficar pra sempre memorizado no nosso coração. Aquele gradiente que nenhum software é capaz de produzir, perfeita harmonia entre o laranja e azul, a estranha cor que nasce delas, tão diferentes, complementares, que apenas o espetáculo da manhã é capaz de produzir.

A verdadeira beleza é algo tão grandioso que é impossível destruí-la. Você pode estar nas trincheiras longe de casa, ou ainda na vida mais miserável, mas é aquele ar puro e gelado das manhãs que a gente traga que nos dá vontade de seguir em frente. Que nos desperta. Que nos vicia, tanto quanto a mais poderosa droga.

Somos pessoas materialistas que julgamos primeiro uma embalagem sem ver o conteúdo. Vemos uma embalagem tetra-pak de um suco bonito e aquilo nos atrai, e inclusive o próprio líquido - que é o conteúdo, o cerne, o que nos move a comprar acaba tendo até um gostinho diferente. Temos que cuidar sim da nossa embalagem, mas nunca podemos dispensar um bom conteúdo. A primeira é opcional, a segunda é essencial. Aquela embalagem vai pro saco, vai pro lixo, vai ser incinerado. Mas o gosto gelado do suco que você bebeu, ah, isso vai ficar. E toda hora que você estiver sob o sol de trinta e tantos graus vai se lembrar daquilo, e vai ver que mesmo que aquilo estivesse numa garrafa sem cor, valeria pelo seu conteúdo.

A aurora não é bonita apenas esteticamente. A aurora traz consigo coisas que vão muito além da brincadeiras de cores pela manhã. A neblina, com aquele aroma de ar puro, o ventinho gelado, e aquele silêncio são coisas que atingem, formando a melhor das óperas. Ópera é uma das artes das artes, junto da arquitetura. Une atuação (o surgimento do Sol), une música (o silêncio calmante e o bem-te-vi ao fundo) e emoção. Porém, sempre acabo dormindo ao assistir uma.

Senhores, quando serem tocados pela beleza, não se preocupe em tirar uma foto. Infelizmente não tenho sequer uma foto dela, e ela já foi-se embora há muitas primaveras. Mas desde então tento de alguma forma retratar, retratar aquele toque de beleza que senti nos poucos e raros atos, que embora fulgazes, foram de infinita maestria.

Duas grandes lentes, o coração como filme e a lápis e papel como impressora. Verdade, não parece. Nunca parecerá talvez com ela real, afinal já tem tantas décadas que sequer lembro direito seu rosto, porém eu sinto seu rosto, e esse sentimento é o que transmito com os traços. Se um dia forem tocados pela beleza, seja ela qual for, fotografe e guarde consigo na memória. Não é preciso muito pra se adquirir beleza, mas é necessário grande maestria pra transmitir a beleza. E um passo inicial é você ser belo. E para ser belo, você deve entrar em contato e ter a verdadeira beleza dentro de você mesmo.

Beleza não é coisa de rico, de bons cosméticos, ou de neuras alimentares. É transmissão, é apenas o fato de sentir-se belo e essa mesma beleza todos verem. Felicidade!

Quem conseguirá retratar a felicidade, aquela hora em que estamos pulando de alegria, conseguirá facilmente compreender o que se trata de beleza.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog