quinta-feira, 23 de julho de 2009

Maria da Penha neles! ³

O problema de pessoas famosas se envolver em escândalos é que caso não são punidos ou absolvidos o fato de acabar em pizza ressalta ainda mais a impunidade, pois o problema nem é o resultado do julgamento, mas o fato de não haver julgamento. Isso pro povão significa que você pode fazer o que quiser que nada vai acontecer.

Vi ontem um pronunciamento via Youtube de Chris Brown, pedindo sinceras desculpas e dizendo que o que fez é errado, que é impossível voltar atrás e apagar isso e se sente profundamente arrependido. Pra quem não sabe, Chris Brown foi o carinha que surrou sua namorada - também famosa - a cantora não-americana-que-todos-pensam-que-é, a Rihanna. Fiz dois posts falando dele, e de violência contra mulher aqui e aqui.

A última dele antes dessa foi adiar o julgamento no máximo possível, para ontem havia sido marcado o  primeiro pronunciamento de sua namorada (ou ex, sei lá como tá a situação do casal) Rihanna na audiência. Isso entre outras tentativas frustradas de tentar atrasar o indiciamento, ao menos os juízes lá estão de olhos abertos. Mais um capítulo da coisa, e claro que fãs do carinha não podiam deixar de ir defendê-lo - afinal oras, eu defendo Michael até hoje, exatamente por ser fã, however...

Fã é como namoradinha apaixonada. Não importa se você joga na cara dela vinte milhões de vezes que o cara um cachorro, um merda, que ela nunca ouve. Mas passei dessa fase já, hehe! Isso era mais há uns sete anos atrás quando era mais fangirl do MJ.

Enfim, fique aqui com o tal vídeo do Chris Brown se pronunciando. Cabe a você decidir se esse pronunciamento com dália embaixo vale receber crédito ou não. Pra mim ele ainda é um merda da pior espécie e isso que ele fez é a pior filha-da-putice que alguém pode fazer. Mas pelo menos, entenda bem, pelo menos teve coragem de ir no Youtube esclarecer, bem aos moldes de Bill Clinton e Monica Lewinsky. Acho que americanos tem esse hábito, né? Fazer um vídeo explicando. Engraçado esse povo, heheheh.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog