segunda-feira, 28 de setembro de 2009

11 anos de gugol!

Ontem, dia 27, uma empresa que começou há onze anos apagou mais uma vela. Talvez no começo poucos imaginassem o que ela traria pro mundo. Alguém lembra por exemplo como era a vida antes do Google?

Eu lembro que usava o Cadê, que durante muito tempo foi quase que um diretório de sites tupiniquins. Tinha o Miner do BOL também, com na época suntuosas centenas de resultados por busca. Hoje em dia pesquisando fallen Pegasus no Google encontro aproximadamente 740 mil resultados.

Hoje é uma das dez marcas mais ricas do planeta. Porém quero chamar a atenção pra uma outra coisa maneira, e quero comparar com o Twitter. Hoje chamamos o Larry Page e Sergei Brin como dois grandes gênios, mas apenas a questão de falha ou sucesso que os coloca em patamares tão distintos. Se a Google não tivesse crescido e dado certo, provável que seriam apenas os lunáticos das suas famílias, seriam a vergonha de seu meio.

Mas deu certo!

Porééééém, obviamente que o parágrafo acima foi proposital. Quer dizer, se seres humanos são hoje o que são foi porque existiu o erro, a falha que todos tentamos evitar ao maior custo possível. Mas é exatamente por existir essa questão da falha e acerto que evoluímos de macacos.

Afinal entenda que, para se acertar deve-se errar, e vice-versa. Errando bastante aprendemos cada vez mais, uma vida de erros então nos torna pessoas mais sábias e mais experientes. Errar é exatamente o fato humano, e para se acertar como os carinhas da Google tem que se errar também, aprender e fazer direitinho. Mas a diferença entre ser o fracasso e vergonha da família é tentar ou não.

Tenho um promessor que sempre soltou umas boas. Esse semestre a que ficou foi: "Vocês, que agora estão saindo da faculdade, é bem diferente de nós. Enquanto nós, mais 'experientes' conseguimos criar inovação, enquanto vocês podem revolucionar tudo com sua criatividade".

Basicamente não tem muita coisa que nos separa de Larry Page e Sergey Brin, os criadores do mecanismo de pesquisa. Há onze anos tinham acabado de sair da faculdade provável com seus vinte e três anos. Tiveram uma idéia e apostaram olha, só não vamos deixar que a molecada careta hoje não tenha medo de arriscar. Por incrível que pareça hoje em dia conheço muito mais pessoas novinhas caretas e velhos sempre bem descolados.

Portanto, tente. No mínimo vai dar certo e o máximo que pode acontecer é dar errado, aí você tenta de novo.

Tudo fudeu quando rock virou coisa de nerd e eles conheceram o álcool.
Que ódio. =P Ninguém mais lembra dos bons tempos de woodstock e o que pregavam lá, saca?

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog