terça-feira, 6 de outubro de 2009

Novelinhas asiáticas.

Já tinha arriscado assistir uma de Taiwan e outra koreana. Gostei bastante até, algumas estão até no MySoju. Mas uma J-drama nunca tive a oportunidade, mas devo admitir que está sendo muito bacana.

Digo, asiáticos tem uma linguagem bem diferente, até na hora do humor. É tão regional a coisa que a gente dá muito mais risada por ser bizarro do que por ser efetivamente engraçado, hahaah. Recentemente baixei Mei-chan no Shitsuji, ou O Mordomo da Mei, produzido pela Fuji TV e por enquanto ainda está sendo traduzidopro português pelos fansubbers.


Estou assistindo e achando o máximo. Mostrei pra Cris, e pra uns outros, e um dos comentários mais pertinentes foi "Nossa, quantas japonesas lindas por metro quadrado!" em especial as atrizes Oomasa Aya e Nakabeppu Aoi. Fiquei pasmo pois ambas são anos mais novas que eu... Tem até um brasileiro, Yuki Jutta, fazendo um dos muitos mordomos (e é um dos melhores na atuação, na minha opinião).

J-Dramas eram ainda uma das poucas coisas que não tinha ainda parado pra ver. Já vi desde Tokusatsus, animes, filmes, programas de TV, e em músicas desde j-rock, j-pop, mas doramas - como é chamado também - foi a primeira e estou gostando. É baseado numa obra homônima e a foto acima exemplifica bem a semelhança qual os atores foram escolhidos. Foi bem a dedo mesmo, só olhar a foto acima.

Sim, é shoujo (para meninas), mas eu particularmente gosto bastante de uns shoujos. Tirando Shoujo Kakumei Utena, que é para meninas mas acho meio masculinizado, uma das obras shoujo que mais tenho afeição é Paradise Kiss. Tenho em anime e mangá brasileiros e gosto muito.

Quem quiser baixar, vai por Torrents no Haitou Animes. Se quiserem dicas e novidades, sigam a Nádia Kaku do Moshi-moshi que sai sempre uns reviews muito bons, que ajuda muito pessoas como eu que estão entrando em mais uma esfera do complexo mundo cultural nipônico. Agora os doramas!

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog