domingo, 24 de janeiro de 2010

Asteróide ameaça a terra!

LONDRES - Um asteróide de dois quilômetros de diâmetro está vindo em direção à Terra, convertendo-se assim na maior ameaça já registrada envolvendo um objeto que se aproxima do planeta. O asteróide - chamado 2009 uNfz T7 - foi descoberto há apenas uma semana, mas já se calculou que a colisão ocorreria em 1º de fevereiro de 2010, segundo a Nasa, agência espacial americana.

[ Opa, perae, quer dizer que aquele papo de 2012 já foi pro espaço? ]


Trata-se do primeiro asteróide a ganhar um valor positivo na escala Palermo, da Nasa, que combina a urgência da ameaça com suas conseqüências potenciais. Todos os outros objetos espaciais conhecidos foram classificados com valores negativos.

Bennt Peiser, da Universidade John Moores, em Liverpool, disse que este ''é o objeto mais ameaçador'' na curta história da detecção de asteróides. Gerrit Verschuur, astrofísico do Rhodes College, em Memphis, EUA, disse que o impacto criaria uma bola de fogo tão intensa que mataria qualquer um que pudesse vê-la. Depois, o material espalhado pela atmosfera cairia como uma chuva, também de de fogo, por metade do mundo. ''É como se o próprio céu estivesse em chamas''.

[ Uau! Esse aí leu o apocalipse. Imagino se algum crente ler isso... Esse povo ás vezes tem cabeça pequena, tem que tomar cuidado. ]

O calor provocaria incêndios em florestas e cidades e, em seguida, uma densa poeira tomaria conta da atmosfera, bloqueando a luz do sol por um mês - o que levaria à morte de plantas e animais. Apenas as criaturas que vivem debaixo da terra têm grandes chances de sobreviver.

[ FODEU! Só os limpadores de esgoto vão sobreviver. ='( Depois o Boris Casoy fala que os lixeiros que estão no mais baixo da escala do trabalho, mas eles vivem debaixo da terra, então eles vão sobreviver! ]

O professor David Hughes, do Departamento de Astronomia da Universidade de Sheffield, argumentou que o asteróide só foi descoberto há uma semana, mas que sua órbita requer 1 mes para ser percorrida. ''A grande questão é: o que será feito caso se constate que o asteróide vai colidir com a Terra? Deve-se tentar destruí-lo? Desviá-lo? Descobrir a melhor forma de lidar com o problema pode levar uma década.''

[ Não sei pra que tanto medo. Temos Chuck Norris e Jack Bauer, terráqueos que são nossos líderes mais fortes. Na dúvida, temos Sônia Abrão pra matar o asteróide com sua imensa boca! ]

Diversos astrônomos vêm pedindo que os países ricos dediquem mais dinheiro aos estudos sobre as formas de desviar asteróides. Em 1908, um cometa de cerca de 70 metros de diâmetro atingiu uma área na Sibéria, com uma força de uma bomba atômica de 12 megatons. Caso tivesse entrado na atmosfera quatro horas antes, teria caído em Londres. Tais impactos ocorrem em média uma vez a cada século, dizem os astrônomos.

[ Não lembro de nenhum asteróide na Sibéria. Ow, lembro que o satélite GoldenEye fudeu as coisas lá. ]

Para prevenir um impacto, seria necessário lançar um foguete enquanto o asteróide ainda estivesse a uma distância considerável da Terra. O choque o desviaria ou mesmo o partiria em vários pedaços. Também seria possível usar uma arma nuclear para desintegrá-lo. Mas tudo isto requer anos de planejamento e que se saiba com precisão a trajetória do objeto.

[ Ihh, a explosão deverá ser mais ou menos como isso aqui ]

REPASSE ESSE EMAIL PARA TODOS OS SEUS CONTATOS.

[ NÃO. Próximo! ]

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog