domingo, 6 de fevereiro de 2011

XV - O Diabo.


Francesca Vittorio*. Italiana, nascida no início da década de cinquenta. Uma pessoa com a qual eu costumava andar muito, mas nunca soube qual era suas reais intenções. Maquiavélica e manipuladora. Por um certo momento se passou inclusive por "n" há muitos anos atrás. Pensava que ela fosse o "n" também, como se ele fosse uma personagem criada por ela. Uma pessoa que sabe muito bem onde está pisando, e pensa bem antes de dar qualquer passo. Talvez seja por isso que nunca obteve uma única falha em vida.

Nenhuma falha. Até a hora que eu apareci.

Mais tarde fiquei sabendo que a união de nossas famílias foi algo imposto por ela. Talvez numa conversa você não a reconheceria, e com muito esforço talvez apenas algo estranho dela. Consegue mentir muito bem, mas raramente quando ela mente dá pra perceber a orelha esquerda dela fazendo um leve movimento. Talvez seja por isso que desde que descobriu essa única falha decidiu tampar sua orelha com seus longos cabelos de italiana levemente enrolados.

No começo ela conseguiu até manipular bem. E talvez a gente pense que um rato, eu no caso, ao receber comida do gato não entenda que existe um motivo pro gato alimentar o pequeno rato. O deixará lerdo, gordo, e acima de tudo o deixará saboroso quando o gato vier pro abate. Era uma pessoa terrível, fazia isso com todos. Não se sabia a hora que iria abater, apenas se sabia que "sempre estávamos em sua mira".

Morreu de câncer, aos trinta e tantos anos. Bebia e fumava como uma condenada, e levou consigo alguns segredos bem cabeludos, os quais consegui obter de "n" algumas confissões interessantes.

Talvez apenas as quatro pessoas não tenham se deixado abater pela sua lábia, é verdade.
E hoje pensar que grande parte das coisas começou por um mero "conselho" dela.
Talvez esteja no inferno se debatendo como tantas pessoas ela manipulou e ferrou com a vida. Ou talvez esteja dando risada por mesmo depois de morta ainda sofremos todos com as barbaridades que essa mulher fez na vida de todos nós.

Uma mulher que obteve êxito em tudo. Até eu aparecer na sua vida e arruinar seus planos. Porém antes, ela arruinou minha vida.



* - Nome fictício

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog