quarta-feira, 2 de junho de 2010

A linha amarela, e o medo brasileiro das privatizações.

Estava vendo que a linha amarela do metrô é feita por um consórcio independente, que não está necessariamente atrelado ao governo. Não sabia disso, e quase caí duro.

O Brasil tem um medo terrível quando o assunto é privatizações. O povo "da perifa" adora pixar nos muros dizendo que "A empresa 'x' é do povo! Não pode ser vendida!", quando eu lhes rebato a pergunta: Se é de todos, onde está a minha parte, a sua, e a de todos?

Estatais não diferem de empresas privadas. Pessoas adoram dizer que temos o controle de estatais, mas não temos. É tolice dizer isso. Existem exemplos de ambos os lados de coisas que dão errado. Em privadas temos a Telefónica que oferece um serviço muito pior que na época da Telesp. Em outro lado temos as rodovias de São Paulo, como por exemplo a CCR e a Ecovias, que nos deixaram com o título de melhores rodovias do país, graças exatamente à privatização. Na questão estatal é pior ainda, tanto que apenas o fato de reavivar uma estatal é uma idéia que passa longe dos jornalistas - assim como privatizar muitas vezes também.

Porque não seguimos o exemplo de, por exemplo, o Reino Unido? Lá as linhas do metrô não são nada do estado, são privatizadas, tem um serviço excelente, trens modernos e rápidos (mas sujos, é verdade) mas acima de tudo um sistema de transporte público que funciona. O Brasil tem medo de privatizações porque temos um histórico desde a São Paulo Railway de privatizações que deram errado. Dizem que o governo luta pelo interesse do povo - mas estamos cansados de saber que isso também está longe da realidade.

E isso, estamos ainda a anos-luz de chegar num nível de excelência. Para tanto teria que remexer todo o sistema para fazer isso acontecer. Mas a linha amarela está aí, com investimento de empresas gigantescas, vai ter até wi-fi gratuito nas estações. Resta o tempo dizer se vai funcionar tudo direitinho ou não.

Mas por hora, se cumprir o que promete, já está superando - e muito - a qualidade do metrô do governo.
E Isso porque inauguraram apenas umas três estações dessa linha amarela.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog