segunda-feira, 5 de julho de 2010

A interpretação.



Dias atrás entrei no MSN (sim, fazia uns cinco meses que não entrava) e gostei da calmaria. Quase ninguém veio falar comigo, provavelmente nem sabem que sou eu mais. Falei com umas duas ou três pessoas, aí um conhecido meus dos tempos de interpretação veio falar comigo de um fórum novo que ele tinha criado e queria que eu fosse lá interpretar.

Talvez estejam se perguntando: "O que diabos é 'interpretar', tio Alain?".

Bom, é meio difícil de explicar, é uma espécie de jogo de RPG que eu jogo em fóruns de interpretação de Saint Seiya (Cavaleiros do Zodíaco, pra quem viveu a década de noventa), onde escolhemos um personagem e simulamos lutas entre eles, a maioria como se não tivesse acontecido, e interpretamos e quem for mais fiel ao personagem ganha a luta.

Tenho poucas lutas minhas ainda disponíveis. Fuçando no Arayashiki (o fórum principal, uma das maiores referências e tem mais de dez anos) achei minha entrevista para Seiya de Pégaso aqui. Nem preciso dizer a felicidade que senti quando eu ganhei o personagem protagonista na série, isso porque levei cinco anos interpretando pra conseguir isso.

Já tinha sido reprovado em outros testes, tinha interpretado o Seiya em tantas outros fóruns. Gosto muito do Seiya.

E aí veio, esses dias, um rapaz que conhecia falando sobre a possibilidade de eu voltar a interpretar, inclusive com o Seiya, em um novo fórum. E agora, José? Não sei se vou, tou decidindo ainda. Interpretar tem que se dedicar, ir a fundo no personagem, e não sei se estaria apto em assumir tamanha responsabilidade - mesmo eu me sentindo muito feliz em saber que para alguns continuo uma referência como Seiya.

Mas esse foi um grande vício meu, e ainda acho que estou nos trinques pra continuar na brincadeira, haha. Gosto muito.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog