sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Uma barreira para o feminismo?

AVISO
Antes de ler o texto, se você é uma pessoa que é a favor do homossexualismo, ou simpatizante do movimento, NÃO dê uma de ignorante. Isso é uma teoria, eu NÃO sou homofóbico, nem nada do gênero. Se puder, nem leia, espera que amanhã tem outro post.

Esses dias estava discutindo com um camarada meu, e comentei algo que vi, que um jornalista soltou uma piadinha do gênero: "Homossexualismo tá tão na moda que eu vou sair desse país antes que seja obrigatório!", resolvemos então imaginar um mundo totalmente homossexual. E a partir dessa teoria, tentar definir as coisas.

Primeira referência que temos foram os gregos. O povo grego era um povo machista, com deusas meio machos (Athena, é o maior exemplo) e uma sociedade onde relações entre homens e mulheres eram tratadas como coisas que focavam apenas na procriação da espécie. Afinal, se um homem fosse amar alguém, deveria ser um outro homem.

É difícil hoje em dia imaginar uma sociedade machista e homossexual. Talvez porque hoje as pessoas tenham uma imagem de que as pessoas gays são afeminadas, e logo que defenderiam o interesse feminino, mas acho que talvez o apoio ao homossexualismo tenha na verdade um resultado diferente do que as mulheres têm procurado durante séculos: sua emancipação.

O que há séculos as pessoas que tentam defender os direitos do público gay mudou. Hoje parece que é obrigatório você agasalhar um croquete para ter o respeito na sociedade, ser cool. E o pior é que nem é a coisa de sair do armário, pessoas ficam fazendo pesquisas de estranhos "lados gays" das pessoas, e se você não é começam a te olhar torto, como se você fosse o errado da sociedade.

Onde ficam as pessoas como eu e tantos outros que adoram um par de seios, bumbum arrebetidado e xoxota?

Estranho. Mas sobre o feminismo, acho que é uma teoria bem palpável.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog