quinta-feira, 10 de março de 2011

Será que 600 mil habitantes podem depender de um monotrilho?

Estava vendo o que anda rolando nos tumultos da estrada do M'Boi Mirim. Sinceramente só fiquei sabendo quando cheguei à Gavião Peixoto, na sexta, pois fiz um outro caminho pra ir ao trabalho.

Ontem, no ônibus, voltando da faculdade sentei ao lado de uma dama que estava puta com o trânsito. Naquele dia, não sei porque diabos, eram 21h20 e o trânsito estava caótico na estrada do M'Boi Mirim por motivos que nem Deus explica. Não vi nenhum acidente, nem chuva, nem nada. Mas tava tudo parado.

A dama do meu lado disse que gravou vídeos e morava ainda próximo do hospital do M'Boi Mirim. Disse que o Terminal e o Hospital só ferraram a vida de quem mora lá, exatamente pelo péssimo atendimento do hospital e pelo imenso delay no terminal pra sair ônibus (que vão todos entupidos).

A SPTrans prometeu melhorias. Mas se esse povo não tivesse metido o pau, será que isso aconteceria por livre e expontânea vontade política? Continuem assim moradores do Jd Angela e Região. Gosto de ver galera, podem ser violentos mesmo e depredar ônibus. É triste ver o transporte público sendo tratado como mercadoria pelos fortões do Consórcio 7, Gatusa, Cooperpam e Viação VIP. São presidentes filhos da puta, trocou apenas uma máfia pela outra, e não tem esse papo que acabou depois que a Marta Suplicy assumiu.

Como muitos motoristas de ônibus já me disseram, apenas diminuiu pra cinco empresários fortes, pois antes era uma coisa toda espalhada. Esses cinco que devem ser o alvo da população, pois é graças a esses que vocês pagam mais caro, por ônibus piores e lucros extratosféricos e além de tudo motoristas que ganham muito mal e são raros.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog