segunda-feira, 28 de março de 2011

A triste morte do Knut.

Deu na web semana passada. Knut, o ursinho que mãe tentou matar morreu.

Quando vi o vídeo minha reação foi voltar e ver. Não sei mas, esses registros da tênue linha entre a vida e morte sempre me interessaram. Tive acesso a alguns vídeos de pessoas que se suicidaram no metrô paulista e embora todos quisessem ver o corpo da pessoa destroçada, eu queria olhar pro rosto da pessoa momentos antes de morrer e tentar ver o que se passa na cabeça de uma pessoa num momento desses.

Vi o Knut, e não posso negar que esse último urro dele me deixou pensando bastante. Será que ele realmente queria viver naquele último momento? Fico pensando que as pessoas ou seres que morrem na verdade talvez não queiram realmente "morrer", mas talvez sentir a sensação de morrer para que de alguma forma isso lhes dê motivo para viver.

Knut caiu na água e afundou. Porém ele não caiu com vontade de morrer. Caiu de barriga pra cima, gemendo, berrando. Talvez sua morte seja algo muito mais filosófico e profundo. Será que talvez ele queria realmente morrer mas quando se arrependeu viu que era tarde demais para dar um passo para trás?

Não sei. Me falaram que é relativamente comum mães ursos matarem seus filhotes por fatores como "não aceitação do rebento". Será que o Knut se lembra? Morrer tão jovem, de uma maneira tão forte, fico pensando que talvez o que se passa na cabeça de um animal seja algo similar ao que se passa na do ser humano ao se deparar com a morte.

O vídeo não é tão forte, mas quem quiser ver, segue:

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog