sexta-feira, 29 de julho de 2011

Afrodite.


Ainda tem algo meio estranho nela que só consigo ver de longe, hahaha. Acho que exagerei na escápula. Acho muito sensual o osso da escápula, mas ficou desproporcional, deixou ela "gordinha".

Mas quando vê grande, não fica tão estranha. Mas de longe aqui, tá meio zuadinho. Bom, já fiz a Demeter e Athena, essa é a Afrodite. Ela não foi exatamente alguém que tava exatamente apaixonado, embora eu quisesse algo com ela na época.

Ela encarnava essa beleza indomável, que todos tentavam, poucos conseguiam, mas ninguém conseguia mantê-la.

Além de seus dotes físicos e sua beleza natural, claro. Não vi ninguém que a conheceu que não queria levar ela pra cama. Loira, peituda, branquinha, carinhosa... Dureza!

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog