segunda-feira, 18 de julho de 2011

Um tal de mascarado polêmico.

Estava no Facebook e vi um vídeo no mínimo para se refletir. Um tal de mascarado polêmico disse poucas e boas sobre o kit gay, influência da mídia, e educação. Bom, como eu era gordo na escola, me senti dentro do vídeo, haha. Segue:


Na verdade fiquei pensando o porquê de um cara, que é apenas uma voz se colocar por detrás de um assunto tão forte. Não vejo Felipe Neto ou algum outro nessa mesma atitude, e ele fala de coisas tão polêmicas quanto. Que existem fenômenos da internet como os mamilos polêmicos é verdade, mas acho que não precisava esconder o rosto. Eu não escondo o meu, heheh.

Gostei bastante. Fala algumas coisas verdadeiras, como a influência da mídia sobre as pessoas. Mas tirando o fato do homossexualismo, é bem verdade sobre a falta de atenção na educação, que precisa de mais destaque, e que valores devem ser passados pelos pais. Talvez se os pais tivessem sido educados antes, não precisariam.

Mas os direitos dos homossexuais o problema não são os políticos. Entenda que políticos, na teoria, obedecem as necessidades do povo. Entenda que a massa homossexual e simpatizantes é ser crescente no Brasil, porém eles dão de frente com outra massa crescente: a dos evangélicos.

E embora na sociedade homossexuais sejam relativamente fortes e na política sejam fracos (o mais forte a favor deles é Jean Wyllys apenas, infelizmente), os evangélicos têm partidos fortes, e fazem parte de uma massa fortíssima também de pessoas. Um bom exemplo são os políticos que foram eleitos exatamente pelas suas igrejas, posso citar uns vinte aqui facilmente.

Quer ver um exemplo? Na minha época vinham crentes falar de Deus na minha sala de aula. Será que escolher a religião do seu filho não diz respeito a não apenas ele, mas aos seus pais? Se o garoto fosse judeu?

E religião não é garantia de que a pessoa não vá cair na marginalidade. Digo isso porque muitos dos garotos que cantavam comigo músicas como evangélicas como "Palácios" terminaram por se juntar ao crime e morrer com minha idade. Por isso, será que esse kit é realmente eficaz?

E pra contrastar, vale a pena dar uma olhada nessa grande entrevista da Marília Gabriela, no seu programa. Ninguém menos que Jean Wyllys. Um gênio.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog