quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Ainda ontem, chorei de saudades... de novo!


Como eu sou um lixo sentimental! Puta que o pariu, nem pareço homem chorando desse jeito! Merda.

Cheguei em casa a Meggie, a cachorrinha filhotinho chegou pulando em mim de saudades como de costume. Fiquei o dia inteiro preocupado com ela, afinal não haveria ninguém em casa o dia inteiro. Minha mãe já estava aqui.

Peguei um livro e fui ao banheiro, e lá chorei pra caramba. Mas não sei o motivo, simplesmente chorei. Fui sentindo um peso enorme indo embora, mas ainda me pergunto da onde veio tamanho sentimento. Comecei hoje num novo emprego, mais perto, sem precisar andar de roupa social, num local bacana... Não teria motivos pra chorar.

Não sabia da onde vinha as lágrimas, e comecei a buscar dentro de mim da onde vinha. Acho que achei.

Acho que pintou uma saudade do emprego antigo, na Fundação Abrinq. Uma saudade estranha, afinal fui demitido no começo de Abril, e já estamos na porta de setembro e parece que só agora que "caiu a ficha", sei lá. Novas amizades, novos desafios, muita vontade de dar certo mas mesmo assim... Sem aquela galerinha pra dividir as emoções e anseios do dia-a-dia. E meio que só "reparei" dessa falta hoje.

Deve ser falta de costume. Logo logo passa, já senti um alívio imenso depois dos copos de lágrimas que deixei no banheiro. É isso aí galera, a vida continua. Afinal, já passei por isso antes, deve ser apenas uma coisa do momento.

Full stream ahead!!

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog