quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Obama e Kubitschek.

Vi agora a nova do dia: Aniversário de Obama, comemorado numa lanchonete com as pessoas que o ajudou a aprovar o novo pacote de medidas para negociação da dívida ianque.

Terminei de ler ontem o livro Juscelino Kubitschek - O presidente bossa nova. Não sei porque diabos mas quando vi o Obama com a galera, lembrei do... JK! Juscelino era de fato uma pessoa simples, com um grande carisma, mas não apenas isso. Afinal, o presidente Lula também tinha muito carisma. Mas Obama se une ao JK na questão da resolução de problemas, e grandes problemas, mesmo que sacrifique outras coisas, sempre pensaram na maioria.

Afinal, tinha que ser muito maluco mesmo pra jogar a capital pro meio do país, ajudar a trazer a tevê pra américa latina e conquistar a primeira copa do mundo tudo num só mandato. Só não sei se Obama é comedor como o JK era, mesmo casado com a estonteante Michelle Obama (que no começo parecia muito antipática, mas agora, tá loco! Que saúde, meu Deus!).

Talvez nos tempos de hoje somente carisma não ajuda. Não estou dizendo que JK foi mil maravilhas no governo, faltou investimentos na educação e a grande inflação que seu governo trouxe. Assim como de longe o Obama também não está sendo um mar de rosas, mas essa preocupação com os mais pobres, o magnetismo pessoal e tudo mais parece muito igual.

Curiosamente depois do JK veio Jânio Quadros, um político muito mais sério. Assim como depois do Lula veio Dilma Rousseff, que dispensa comentários. E depois do Obama, o que virá?

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog