quinta-feira, 15 de setembro de 2011

E a Miss é...

Na segunda eu cheguei bem na hora do desfile de biquini. YES! Na hora certa, haha.

Vou fazer uns comentários acerca das cinco finalistas do Miss Universo. Primeiro as duas mais apagadas, as Misses Ucrânia e Filipinas. Não estou dizendo que elas eram feias, jamais, mas não tinham o appeal de miss, e não é puxando sardinha, mas a Miss Brasil era a que mais tinha o porte perfeito pra ser miss. Nem a Angolana tinha tanto quanto ela, mas, enfim, competição é competição.

Lembram do ano em que o Brasil perdeu na final pra Riyo Mori, a japonesa? Nada contra, eu comia fácil a japonesa. Mas a mineirinha Natália Guimarães é incomparável. Mas ás vezes as decisões são tão randômicas que fica difícil pensar em uma justificativa. A Priscila Machado era muito forte também, foi difícil de entender como apenas a pergunta mal respondida fudeu ela (e namorar o Bruno de Luca também fez ela perder pontos).

A chinesa parecia modelo (aliás, pqp, ela devia ser alta. Cara, eu ADOREI ela!), a Angolana tava mais perdida que cego em tiroteio e aí a Brasileira tava nervosa, nem respondia as perguntas direito! Ok vai, quem não ficaria nervoso? Até na banca de TCC eu fiz merda por causa do nervosismo e ansiedade. Mas mesmo assim, vamos analisar a porra do conjunto!

Enfim, nenhuma das que gostei avançaram, lol (exceto a Brasil). Gostei de nenhuma das cinco finalistas, haha!
Parabéns, Miss Angola! De qualquer forma sua simplicidade encantou a todos. Foi o diferencial significativo.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog