terça-feira, 6 de dezembro de 2011

O que é esse Corinthians?

O jogo de domingo, última rodada do brasileirão foi marcado pela vitória de um time brasileiro com alma de seleção. Seleção de uma República Corinthiana com mais de 30 milhões de torcedores.

Uma vez o Mano Menezes disse que no futebol quando tem que ganhar não há nada que impeça. Assim como quando tem que perder você pode fazer de tudo pra evitar, mas mesmo assim você perde. Foi assim naquela outra Libertadores, lembra? E foi assim ontem também.

Sócrates morre, um cara importante não apenas para o futebol como para a seleção brasileira. Não fui assistir o jogo desde começo porque sou pé frio. E de fato, isso se confirmou ainda mais. Corinthians apenas empatou com o Palmeiras. Era o necessário para ganhar o campeonato, mas não o jogo. Mas no final, deu tudo certo.

O Corinthians termina 2011 com coro de campeão não apenas no campeonato, mas na organização. Nosso estádio está sendo construído, temos uma receita imensa e grandes jogadores sendo negociados. Um presidente que pagou a dívida, que trouxe títulos, e que democraticamente irá deixar o clube para vir o próximo. Nada mais correto e sensato.

Andrés Sanchez deveria dar umas aulinhas ao Tirone do Palmeiras de como se organiza um time.

Hoje o Corinthians continua aquele time que não tem mega estrelas como os outros, tem um elenco mediano que joga com raça. Não temos mais Ronaldo, e nosso Adriano não mostrou ainda até onde vai conseguir ir. Não temos a fama dos três super-poderosos Internacional, São Paulo ou Cruzeiro, que são os amados dos jornalistas e esses que adoram fazer previsões.

Lembro como se fosse ontem de um Corinthians sem moral entrando num campeonato brasileiro em que todos diziam que seria do Santos, Cruzeiro ou do Inter. Vestindo a camisa eles foram além. Mostraram que aqui é Corinthians.

E que jogamos com raça. E que empurramos o time. E que acreditamos até o último minuto.
Ontem meu pai disse "Nossa, esse corinthians não faz gol. Até aqui tem que ser sofrido?".

Tem que ser sofrido. Se não, não seria Corinthians!

E somos o Corinthians. Ele ganhando, perdendo, empatando.
Eu nunca vou te abandonar, porque eu te amo!

Doutor Sócrates, você foi uma lenda. Esse título é seu!
Vá em paz, camarada.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog