quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

"Eu fico preocupada com você!"

Essa estória já tem um tempinho.

Pelo visto eu estava ficando com uma vadia. E com "v" minúsculo, pois era tão baixa que nem valeria a pena ser maiúscula. Eu trocava SMS com ela durante o dia, e essa minha amiga delatava tudo sobre ela à noite. Que ela não prestava, que ia me trair, que não queria compromisso sério e que não valia nada.

E eu pensava: "Ora, bolas! Estamos apenas ficando. Se terminar, sem problemas!".

Uma vez estávamos voltando, eu e essa amiga. Ela realmente parecia preocupada comigo. E eu realmente confiava muito nela também. Mas não sabia exatamente o que dizer. Afinal tanto tempo sem uma garota, e uma me aparece assim, do nada, quase que como caída do céu. Eu queria aproveitar! É confortante saber que tem uma donzela assim além de apenas uma amiga, uma parceira.

"Sobre ela, não se preocupe. Eu sei dessas coisas que você fala e tal, mas estamos apenas ficando!", eu disse.

Nessa hora ela pulou em mim de braços abertos e disse:

"Eu sei, Alain! É que eu fico preocupada com você!".

E me apertou.

E o que o idiota aqui fez?

EU DEI RISADA.
(tipo aqueles "rá, rá, rá!")

Acho que a minha risada broxa as mulheres, sei lá.
Acredito ela se cansou e foi atrás de outro, presumo eu. E pensando bem hoje, é uma excelente pessoa. Mas eu, pelo visto, desperdicei.

Droga!

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog