domingo, 22 de janeiro de 2012

A tal da Friendzone.

Relacionamentos humanos sempre foram um assunto e tanto. Desde que Ovídio escreveu sobre a "Arte de Amar" o mundo nunca mais foi o mesmo. Já li. E devo dizer que depois de séculos, a pegação continua a mesma coisa. Não mudou nada, e dificilmente mudará.

Me deparo com uns neologismos engraçados. Entre eles a tal temida friendzone. Entenda a friendzone:


Sacou?

Todo homem já esteve na friendzone. E amiguinha não dá a bundinha. Nem beijinho. Se entra na friendzone você tem duas opções: ou vira amigo mesmo, ou exclui dos contatos. Já excluí várias porque não me interessa nem mesmo a amizade. Normal. Seres humanos são assim.

Aí me deparo com fórmulas infalíveis de se escapar da Friendzone. Existe essa teoria. Não se funciona com todas. Eu sou da teoria do dinheiro, pois depois que eu vi a menina que mais acredita em "amor puro e sincero" excluir um cara bacana da lista porque ele era pobre, eu já não acredito mais na humanidade.

Costumava ir atrás de mulher mais velhas. Meninas mais novas não são garotas para se ter um relacionamento. Acho que o problema grande é que como meninas criam hormônios antes dos meninos elas "crescem" e acham de deixar de brincar de Barbie porque borrou a calcinha de sangue é o suficiente para fazê-las mulher, quando o buraco na verdade é bem mais embaixo.

Não vou mentir que conheço pirralhas de 30 e mulheres feitas de 17.

Eu tento fugir, mas todo mundo sabe que estou em busca de uma boa esposa há muito tempo. É quase uma cruzada medieval, vem sempre uma pior que a outra. Mas como eu sou brasileiro e desisto nunca, a gente prossegue na busca.

Porém existem algumas pessoas que me dão fé no ser humano. Meninas são meninas. Mulheres são mulheres. Depende do que você procura.

Digo isso porque dá pra diferenciar muito bem. Tenho dó dos meus amigos que namoram essas meninas sem nada na cabeça, onde o único assunto nas rodas de conversa é a última tintura da Avon ou quem matou quem na novela das oito. Não estou dizendo que não pode falar sobre isso mas, por exemplo, acho muito sensual uma mulher que fala sobre futebol. Mas uma que entenda mesmo, e não seja igual as maria-vai-com-as-outras que torce pro São Paulo FC e sabe nada de futebol.

Se a menina torce pra outro time sem ser o SPFC, ganhou um ponto! Se souber discutir (e até umas briguinhas básicas), ganhou quarenta pontos.

Uma vez eu vi o filme O Clã das Adagas Voadoras. Sei que é uma referência bem nerd, mas o personagem principal veste a Xiao-Mei como homem, e diz que ela ficou bonita. Acho que nós homens embora busquemos uma mulher, queremos uma mulher que não seja menininha. Não queremos mulher com frescura, que viva perfumada e arrumada, que foge de qualquer garoa por causa da chapinha ou coisas do gênero. Queremos MULHER. Não queremos MENININHA.

E acho que essa cena mostra bem isso. Ele, mesmo vendo a estonteante Zhang Ziyi (comia ela e o bebê junto!) vestida de homem ainda queria dar uns catos nela. Sabe, no fundo nós homens não procuramos bunda, nem peito. Claro que seria ótimo. Mas, na boa, aguentar uma menina fresca ela só pode ter uma tonelada de buceta, porque é um porre. Legal é ter uma mulher pra conversar, te apoiar, tirar uma com a sua cara, te dar uma mão quando precisar do que uma fresca que te julga pelo que você tem na carteira.

E descobri da pior maneira que idade não tem nada a ver com isso. =/
Ela pode ter 30 anos, mas age como uma menininha de 13. Isso deixa as coisas um bocado complicadas...

Será que o problema está apenas no homem que não tem tanta "confiança" assim? Será que as garotas não enxergam nós homens e não valorizam um bom rapaz? Será que elas precisam virar "mulheres" pra que se extingue de vez a "friendzone" e elas arrisquem mais sem frescura?

Não acho que seja culpa de confiança masculina. Vou confiante pra cima de todas. Levar fora é normal. Mas se você está na friendzone esqueça-a e parte para a próxima. Exclua os contatos e acredite: você não perdeu nada. Pra cada menina babaca tem um cara mais trouxa para pegar ela. Mudar a cabeça dela vai ser muito mais difícil. Seja você e frequente locais propícios para se arranjar mulheres, não menininhas.

Vire homem, rapá! Se quer mulher, vá atrás de mulher!

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog