sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Determinação.


No budismo tântrico existe os reis da sabedoria. Um deles é o Achala (ou japonês Fudô myô-ô). Ele representa a determinação, força e imutabilidade. Tanto que a tradução japonesa do nome dele é algo como "Rei que não se mexe". O mundo pode estar explodindo e ele continua lá, firme!

Mesmo ele tendo essa cara de quem chupou limão, ele transmite muita força. Ele não foi alguém que existiu de fato (ao contrário do Avalokitesvara, que já falei aqui), é mais um conceito em forma humana dessa força toda.

O que você, não budista, pode aprender com ele?

Vou falar mais ou menos como eu entendo.

Eu já expliquei que o Avalokitesvara ensinou a nós sobre a vacuidade, sobre a falta de existência por si só das coisas. As coisas só existem porque dizemos que elas existem, porque elas não existem por si mesmas. Isso inclui o sofrimento, a felicidade, a raiva, frustração, tudo. Se nós ligarmos o "foda-se" pra isso tudo, essas coisas não nos serão muros para derrubar, pois eles não existirão, e conseguiremos viver melhor (mais ou menos isso explicando em um parágrafo todo).

O Achala acaba sendo um oposto dele. Se o Avalokitesvara é um cara cheio de compaixão, o Acala é bem firme.

Digamos que se o Avalokitesvara diz pra gente não ligar para as coisas porque elas só existem porque dizemos que existem, o Acala vem e diz que a gente tem que aguentar todas as porradas da vida e ir seguindo em frente. Pois todas essas coisas são apenas obstáculos e temos que ser fortes em busca da iluminação.

Várias imagens do Acala tem uma flor de lótus em cima dele. A flor de lótus é um signo pertinente no budismo, afinal ela nasce em lamaçais. Se uma flor de lótus está em cima do Acala significa que ele, mesmo embaixo do lodo, continua firme e determinante. Nada irá tirá-lo de lá, podem jogar uma bomba atômica que ele não vai sair de lá nunca, vai aguentar tudo, pois nada o impedirá de alcançar a iluminação. Pois ele nada teme!

São dois pontos de vista. Seja a vacuidade do Avalokitesvara ou a determinação do Achala.

Tio Allain, e daí? O que você quer ensinar com isso?


Eu gosto muito dessa cena do último Rocky. "But ain't about how hard you hit... It's about how hard you can get hit, and keep moving forward!".

Ás vezes a vida lança umas dessas. Estamos cheios de problemas e queremos jogar tudo pro alto e não podemos. Pode ser uma dívida, pode ser um TCC (nééééé?), pode ser uma briga com cônjuge ou qualquer outra coisa. Somente nós sabemos o peso dos nossos problemas.

Mas não importa o quão forte a vida nos bata, o esquema não é batermos de volta. É segurarmos as rédeas e continuar seguindo em frente. Sempre! Com determinação. Jamais desistir. E acho que esse conselho, independe de sua religião. =)

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog