domingo, 4 de março de 2012

Como se fosse Sorata e a Arashi.

"Que bagunça... São todos seus mangás?", me disse, começando com aqueles comentários inúteis.

"São sim", respondi, seco.

"X, da Clamp? Um bom mangá. Lembra que te chamavam de Sorata? Diziam que você tinha esse jeitão infantil, brincalhão, sempre querendo que as pessoas ao seu lado sorrindo, fazendo umas graças", 'n' disse.

"É. Mas eu acho que as coisas mudaram. Acho que estou mais parecido com o Subaru", eu disse.

"Bom, os dois vivem uns amores impossíveis. Mas acho que você ultimamente deve estar mais pro lado do Sorata, não acha?".

Fiquei quieto. Fingi que ignorei.

"Veja bem, eu já vi essa garota. Ela é como a Arashi: chata, rabujenta, folgada, nervosa e, definitivamente... Não gostei dela. Mas e quanto a você?".

"Não sinto nada por ela. Quantas vezes vou ter que te dizer?", eu respondi, ríspido.

Ele ficou um minuto olhando pra mim. Arqueou as sobrancelhas, apontou o dedo pra mim e disse:

"Ela quebrou seu coração. Tá escrito na sua cara!", 'n' disse, direto.

"Cala essa sua boca!".

Lembro que 'n' tinha ido buscar algumas coisas lá em casa. Quando já estava de saída, fez um último comentário.

"Escuta, sobre a sua Arashi, você disse que teve um sonho ruim com ela né? Você dificilmente lembra dos sonhos... Mas você disse que acordou chorando. Era num hospital, né?"

"Era sim. Mas não gosto de lembrar desses sonhos".

"Não, não! Calma aí. O Sorata vive dando investidas na Arashi, e ela nunca cede. Ela só cede porque...", eu interrompi, e prossegui:

"...Porque ele tinha colocado um ofuda de proteção nela. Quando ela ia morrer ele acabou protegendo-a. Ele se feriu mortalmente para protegê-la e foi parar no hospital, foi aí que ela estava com ele e...", agora foi a minha vez de ser interrompido.

"...Hahah! Vocês são muito Sorata e Arashi. Me diga uma coisa, você gosta dela?".

"Não".

'n' deu uma risadinha.

"Você mente muito mal, Al. Eu acho que eu sou uma das únicas pessoas nesse mundo que sabe exatamente quando você mente e agora você mentiu".

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog