segunda-feira, 19 de março de 2012

Conselhos.

"Alain, senta aqui, rapidinho", ela disse, me puxando pra cadeira.

Fiquei meio com receio, mas de qualquer forma sentei. Acho que foi por conta dos interrogatórios intermináveis.

"Preciso de um conselho seu!", ela disse, dessa vez dando uma risadinha.

Permaneci prestando atenção em toda a estória. Ela iniciou:

"Eu estou com um menino há uns seis meses, a coisa tá indo bem, mas ele ainda não me pediu em namoro. Ele tinha namorado uma outra menina que foi bem cruel com ele. A gente chegou junto, tivemos uma conversa franca sobre o que esperávamos do relacionamento e acho que estamos bem, sim", ela disse.

"Certo. Sua dúvida é porque ele não quer 'oficializar' com você?", eu perguntei.

"É! Isso!", ela disse, feliz.

Acho que a nossa cabeça pode ter velocidades incríveis que superam qualquer quad-core. Acho que precisei de uns dez segundos pra pensar em algo que levaria acho que uns bons minutos pra responder. Provavelmente os anos de treinamento ainda mantiveram minha cabeça lúcida e rápida o suficiente para tal.

"Bom, eu não conheço o cara. Mas acho que normalmente nós homens, principalmente quando somos novos e passamos por desilusões amorosas, temos a tendência de ter medo de arriscar algo sério, mesmo que gostemos da pessoa. É similar ao que vocês, mulheres, têm. Tente não apressar as coisas, continue saindo com ele. Para ele estar seguro, você tem que mostrar que você tá segura. Que você não vai ferrar a vida dele dando uma bela duma bota".

Porque mulheres quando têm coração partido choram um dia e a vida prossegue. Homens, vão parar debaixo da ponte, viram derrotados, pensei. Lei do macho alfa. Homens são acostumados com êxitos, não com falhas. Por isso a gente passa tão mal quando broxa.

"Ele disse que pensa em mim quando não estamos juntos".

"Uau! Ótimo. Sabe, quando um cara pensa em alguma donzela com regularidade quando estão longe é um excelente sinal. Significa que ele deve estar na fase 'apaixonadinho', eu acho. É comum, mesmo a gente tendo testosterona na veia, quando vocês mulheres conquistam nosso coração, já era. Viramos uns babacas mesmo!", e eu depois concluí o pensamento: "Bom, eu não tenho lá muita moral pra dar conselhos mas como sou homem também, acho que deve ser mais ou menos isso que te expliquei".

"Seus conselhos foram ótimos, que isso! Agora acho que estou mais tranquila", ela disse, aliviada.

"Hahaha! Vai dar tudo certo. Sabe, estar apaixonadinho é bacana, significa que vocês estão bem juntos, um gosta da companhia do outro. O problema maior meu é que eu me deixo levar muito antes nos relacionamentos.", eu disse, com um sorriso amarelo na boca.

"Como assim?"

"Eu fico apaixonadinho por elas antes. Aí caga todo o esquema!", concluí.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog