terça-feira, 13 de março de 2012

Feliz dia da Mulher!

Esse texto eu comecei a escrever semana passada, porém devido a uma virosa que peguei no estômago, só consegui terminar hoje. Malz ae, mano!

Quando eu era moleque, eu gosta muito de loiras. Era tipo as estórias que o Esteban Vihaio conta sobre o Bill, do Kill Bill. Acho que todo garoto passa por essa fase de apreciar garotas apenas pelos seus atributos físicos. Ás vezes mesmo com o passar do tempo a gente continua assim, acaba agindo com a cabeça de baixo, nem tanto com a de cima. Tudo bem, somos homens, testosterona fode tudo.

Porém, acho que o ponto de mudança na adolescência, foi com uma professora que eu tive.

Independente, ela trabalhava dando aulas de dia e faculdade de letras pela noite. Ainda arranjava tempo pra namorar, fazer os trabalhos, e todo dia estava lá, impecável, bem-humorada, de salto alto e pronta para dar aula.

Incrível! Não fazia o tipo submissa, ou que se estressava por pouca coisa. Mesmo nas conversas que tínhamos sempre se mostrou uma pessoa forte, inabalável, uma mulher decidida, que nenhum homem a faria baixar a cabeça e que sempre iria firme em frente. Naquele tempo fiquei apaixonadinho por ela, mesmo a nossa diferença de idade sendo de mais de dez anos.

Muitos homens acabam ficando temerosos quando encontra uma mulher assim. É mais fácil conseguir uma que lave louça, crie as crianças e faça um boquete antes de dormir. Mulheres acabam sendo condicionadas a isso, pois a sociedade muitas vezes as fazem ser assim. Assim como homens não podem se emocionar, serem barbados e ter mais de dezenove centímetros de pau.

Mas a riqueza, principalmente num relacionamento, está quando a gente encontra uma que fuja desse padrão. E devo dizer, se você nunca encontrou uma, acredite: Elas são apaixonantes. São mulheres fortes, que não ligam de encher a cara com você, que sabem conversar e te apoiar quando precisa, que sabem ser duronas e mesmo assim te deixam guiar o carro.

No fundo não precisamos de bunda, peito ou buceta. Nós homens precisamos de uma mulher que ande do nosso lado, que nos faça nos apaixonar uma, duas, três vezes (e vice-versa), que não tenham frescuras com dieta e que sempre nos achem verdadeiros heróis quando matamos uma barata.

Mulheres da minha vida, o que eu seria sem vocês?
Se Deus criou algo melhor que mulher, essa coisa deve estar só com ele!

Feliz Dia da Mulher, suas linda.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog