domingo, 20 de maio de 2012

Ego.

Dizem que a diferença básica entre seres humanos e deuses é que deuses pensam muito mais nos outros do que os seres humanos que tem como base seu próprio ego. O único jeito do ser humano alcançar a sua apoteose seria abandonar o seu ego e se dedicar aos outros.

Fácil falar, o difícil é fazer.

Nas discípulas mahayana do budismo, que são os ensinamentos que o Buda pregou depois de alcançar o Nirvana até sua morte, é muito ressaltado que não devemos procurar a iluminação para nós mesmos.

Buda quando chegou na iluminação ele poderia muito bem ter fechado esse conhecimento para ele, tornando difícil o acesso às pessoas que quisessem alcançar o mesmo estado de felicidade e plenitude que ele chegou. Mas não. Ele compartilhou seu ensinamento e ensinou que nós deveríamos fazer o mesmo.

Buda entendeu que se algum conhecimento morre com você, morre junto com você. O ser humano só evolui quando ele compartilha. Hoje fazemos aviões de papel pra planar durante as aulas, mas imagina se Santos Dumont tivesse apenas criado os escritos e deixado pra ele mesmo? Dificilmente hoje estaríamos voando por aí.

Vamos nos libertar do ego e ajudar as pessoas a nossa volta. É só nos libertando do nosso ego que chegaremos lá.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog