segunda-feira, 14 de maio de 2012

Essa tal paternidade.


Fiquei vendo essa campanha da Save the Children e fiquei refletindo.

Desde moleque sempre tive medo da paternidade. Eu dizia que esse ciclo tinha que terminar em mim. Eu tinha medo até de fazer sexo, com medo de engravidar alguém e eventualmente ser pai. Acho que isso foi um dos motivos para as coisas corriqueiras como essas serem tão tardias na minha vida.

Acaba sendo um ciclo, que vai se repetindo de geração em geração. Acho que a única vantagem que eu eventualmente teria é a de ser homem: espermatozoides sempre vão estar aqui, não tenho a pressa de uma menopausa pra fazer logo filhos como seria se fosse uma mulher.

Mas mesmo assim, mesmo muita gente dizendo que eu vou ser um bom pai, ou coisas do gênero, nesse momento isso não é algo que eu quero. Meu medo é exatamente como o desse da figura. Isso é um ciclo. Não desejo isso para os meus filhos.

Eu queria ser um pai engraçadão como o pai do Ichigo, hehe. Mas vendo essa porcentagem de 70%... Acho que não tenho muita escolha.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog