terça-feira, 12 de junho de 2012

Karma



Karma significa "ação".

É uma das coisas no budismo que mais a gente consegue fazer direta relação com o que nos cerca. Muita gente culpa karma pelas coisas ruins da vida, mas existe karma bom também.

Se você está aqui hoje, lendo isso, saiba que muito você deve agradecer aos seus antepassados, dos seus pais até seus bisavós! Todas as boas ações deles foram acumuladas pra hoje você estar aqui, desfrutando de um computador, de acesso a internet, lendo meu texto. Destino? Provavelmente. Dê o valor que merece!

Onde eu moro dá pra perceber bem a questão do karma dos pais. Lugar de periferia, né? Pais não estão em geral nem aí pros filhos, que crescem e vêem como única opção a bandidagem. Culpa kármica dos pais? Sem dúvida. Nós não apenas pagamos pelo que de errado fazemos, mas também pelo que os outros lá atrás fizeram. Eu ás vezes consigo ver no rosto das pessoas esse cansaço da vida, ignorância e intolerância. É um karma negativo muito acumulado.

Existe saída? Claro!

A mudança reside em nós, que vive o hoje e o agora. Se esforce em bons atos, desde dar lugar pra grávida sentar no ônibus, como ajudar um amigo necessitado. Quando for ver, estará fazendo isso automaticamente e com suas boas ações você conseguirá limpar as más ações acumuladas dos seus antepassados e suas mesmas. Tenha fé, mal não se cura com o mal! Apenas o bem pode curar nós, fisicamente e mentalmente. Mantenha as práticas altruísticas e seja um grande veículo Mahayana.

Você pode!

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog