quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Sendo grato pelas adversidades.

Normalmente não gostamos dos desafios que as vidas nos propõe. Diversas religiões têm um nome pra isso, mas eu gosto muito do nome que temos disso no budismo: treinamento.

Treinamos para ficarmos melhor cada vez mais e superar cada vez mais rápido.

Eu costumo correr, e no começo era difícil mesmo, saía todo machucado, dolorido e cansado. Mas conforme vai treinando, vai ficando melhor e vai superando essas dores, as dificuldades. Porque a vida é assim, mal acaba uma, já vem outra.

Dizem que a palavra tem muito poder e significado por detrás. Eu concordo muito com isso. Por isso não gosto muito da palavra provação, que muitos usam para esses desafios que a vida nos dá. Treinamento parece mais suave, algo que vamos superar de um jeito ou de outro, porque no fundo é assim.

Todos temos nossos treinamentos. Pode ser dinheiro, com dívidas ou pessoas que são falsas com você, pode ser com relacionamentos, seja na facilidade ou na dificuldade de encontrar alguém especial, saúde, trabalho, estudos, enfim. A lista é imensa.

E no budismo, sempre nos é ensinado que devemos ser gratos por tudo isso.

Mas tio Alain, como ser grato se só acontece desgraça na minha vida?
Calma! Você não está sozinho, hehehehe.

Sabe, pense nas coisas que você superou até hoje. E lembre-se o quanto de coisas você superou pra chegar até aqui, o quanto você cresceu, se inventou e reinventou. Darwin dizia que as espécies que sobrevivem não são as que são mais predadoras, mas as que se adaptam melhor ao seu meio. Isso vale pra vida!

No Japão mesmo eu tive que superar muita coisa, ou você acha que foi tudo um mar de rosas o Alain lá no meio de tanta japonesa boazuda? É bicho, não tá fácil pra ninguém! hahahaha.

Olha o estado que eu fiquei (EU QUERO IBAGENS!!!!):



Se a gente supera as adversidades nascem flores dentro da gente. E isso não tem nada a ver com viadagem. Eu acredito muito nisso. Flores de lótus só nascem em terrenos imundos, e é assim que devemos ver esses desafios.

Pois desafios são matéria prima pra gente crescer. A gente só cresce quando os supera. Por isso, mesmo quando estamos passando pelas dificuldades mais ferradas a gente vai vivendo um dia depois do outro. Vai ultrapassando cada um dos obstáculos pra no final colher algo maior. E assim, as flores brotam dentro de nós quando superamos. E a gente agradece por ter passado por tudo aquilo e ter chegado hoje aqui crescidos como nós estamos.

Mais ou menos isso! =)

Todos nós temos nossos treinamentos individuais. Nós budistas acreditamos que o Buda nos envia aquilo que conseguimos suportar. No cristianismo também tem isso (por meio de Deus/Jesus Cristo), no islã também (por meio de Alá). Então o único conselho que eu posso te dar é, se você está passando por algum treinamento agora, entenda uma coisa:

Se você está passando é porque você PODE!

Se duvida, olhe para as pessoas ao seu redor. Veja os desafios que eles estão passando. Alguns podem estar passando por coisas que você acha que são pequenas, mas que pra eles é imensa. Enquanto outros têm que passar por coisas terríveis no seu ponto de vista, mas eles são fortes o suficiente pra superá-las.

Sabe, um bom exemplo é o estado de plenitude que encontramos em pessoas que passam por muitos desses treinamentos árduos. Pessoas que perderam filhos, família, passam por doenças e dificuldades financeiras tudo ao mesmo tempo.

Por isso mesmo eu sempre digo: forte não é aquele que pula os obstáculos, mas aquele que mesmo passando por um monte de coisa ruim ainda consegue manter um sorriso na cara.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog