domingo, 16 de dezembro de 2012

Reclamar menos.


No budismo é ensinado que a sua máxima é ser o mestre de sua própria mente.

Acho que isso é válido pra diversos campos. Dá pra ver hoje em dia essa cisma que católicos tem com evangélicos, umbandista, muçulmanos e tudo mais. Mas o próprio Buda nos ensinou que não existe um só caminho para se subir uma montanha, logo a gente nunca deve achar que somos a única resposta para a humanidade a o mesmo tempo não devemos reprimir ou criticar a religião dos outros.

Muitas religiões tem como principal característica criticar duramente as outras que não tem nada a ver com a sua. E isso persiste durante séculos a fio. Não conseguem aceitar e conviver em paz com o próximo. Claro que não estamos numa situação como países ditatoriais ou mesmo árabes.

Quando começamos a dominar um pouco as coisas relacionadas ao ego a gente começa a crescer como pessoas. É dito que no budismo que nosso crescimento só existe quando colocamos o próximo antes de nós mesmos. Mas pra fazer isso devemos ser muito fortes. E sendo fortes reclamamos menos, pois aquelas dificuldades que antes nos causavam transtorno agora não causam mais.

A gente vai ficando mais forte exatamente porque ajudamos as outras pessoas. Aí a sementinha da força nasce na gente.

E aí o que a gente achava um sufoco, por conta do nosso treinamento, a gente passa a reclamar menos por essas coisas bobas. É igual se escalarmos uma montanha. No começo é muito difícil, mas depois de algumas tentativas nós melhoramos. Tudo na vida é treinamento.

Eu percebi muito isso comigo. Antes coisas que me incomodavam muito hoje não incomodam tanto. A vida melhora, não apenas a minha, mas as de todos a minha volta mesmo. Vale a pena tentar.


0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog