terça-feira, 26 de março de 2013

Porque eu gosto tanto de iCarly.

Foi tudo culpa da Kátia. Um belo dia dei uma chance pro iCarly.

Bom, primeiramente convenhamos que é de fato um seriado bem infantil. Mas ele não é lavagem cerebral como tantos outros, e é inspirador pra molecada, embora não seja tão engraçado. E quando é engraçado, é MUITO engraçado (como nisso)!

Eu no começo vou admitir que assistia pra ver a Sam Puckett (interpretada pela Jennette McCurdy), além de ser a mais engraçada, hoje virou um mulherão (vide essa foto aí). Mas tem algumas coisas que eu vejo em iCarly que mesmo em outros seriados não têm. E isso aumenta ainda mais a concorrência entre Disney e Nickelodeon.

A primeira coisa é que a Disney sempre tem personagens delicados, enquanto a Nick abusa dos muito zuados. Não é diferente no iCarly. Não temos meninas meiguinhas como a Hannah Montana. Poxa, já basta o Gibby (Noah Munck). Até mesmo a Carly (Miranda Cosgrove) é um pouco fora dessa padrão Disney de beleza, embora ela não seja de se jogar fora (mas eu prefiro a Jennette!).

Outra coisa que eu acho engraçado é a dualidade das duas protagonistas. A Sam é violenta, rebelde, folgada e já foi presa. Já a Carly é toda jeitosinha, meiga e um bocado séria. Mas ao mesmo tempo as duas se dão muito bem, com a Sam deixando a Carly mais audaciosa e, especialmente, a Carly ajudando a Sam a evitar fazer atrocidades (entre elas, não cometer sequestros!).

O Freddie Benson (Nathan Kress) é o conceito de friendzone. Ele corre atrás da Carly o seriado inteiro, e dá até uns catos na Sam quando ela deixa de usar aquelas calças capri e começa a usar umas calças jeans para realçar sua voluptuosa bunda (só eu reparei? Nossa, ela fica muito gata nos últimos episódios). E logo no primeiro episódio da primeira temporada ele declara seus sentimentos pela Carly, recebendo um sonoro "não", e pelo resto das temporadas. Aí o jeito é pegar a Sam mesmo.

Já o Spencer (Jerry Trainor) merece um seriado a parte. Grande comedor (umas 20 mulheres passam na mão dele durante as sete temporadas) e muito comunicativo, alegre e com desenvoltura. Acho que o Spencer talvez encarne o novo arquétipo de homem moderno, que sabe se comunicar, é engraçado, valores que até pouco tempo atrás eram considerados "gays" para serem adotados no novo homem moderno que não deixa de admirar as curvas de uma bela mulher. Não é mais aquele típico homem caladão, fechado com um cigarro na mão e uma cerveja na outra. É Spencer Shay!

Se eu tivesse filhos, assistiria iCarly com eles. Ótimo roteiro, personagens cativantes, situações inusitadas e relativamente engraçado. Vale a pena!

2 comentários:

Kátia Gama disse...

MUITOOOO bom! Concordo com TUDO! Tô me achando... até link pro meu blog vc colocou! Seu fofo! E eu assumo... assisto ICarly pra ver o Spencer ;) LINDO demais! kkkkkkk

Alain De Paula disse...

E eu pra ver a Sam! Hahaha. Como eu queria ser o Freddie pra ela me bater, hahaha. xD Mas brincadeiras à parte, é um baita dum seriado, e sou super fã!

Postar um comentário

Arquivos do blog