quarta-feira, 10 de abril de 2013

Aprendendo com toda possibilidade que aparecer.

Temos que admitir, quando coisas ruins acontecem na nossa vida a gente cresce. Depende muito da maneira que você encara, claro, mas a gente sempre acaba crescendo quando enfrentamos de fato a coisa.

Estou sem emprego desde que voltei de viagem, em dezembro. Foram as férias que nunca tive, sozinho, andando por aí, como eu sempre quis. Aproveitei muito! Sem dúvida ficarão na memória para sempre. Mas assim quando voltei, veio essa pequena "crise".

E já estamos no meio de abril (nossa!) e somente fui a algumas entrevistas, sem nada concreto ainda. Mas não posso negar que aprendi diversas coisas, e posso dizer hoje que essa vivência dinheiro nenhum no mundo traria.

Uma das muitas coisas é saber lidar com o orgulho. Todo mundo tem. E ás vezes ele é até sadio. Quando voltei da viagem pensei que seria fácil arranjar um emprego novo, afinal diversas empresas vieram no ano passado atrás de mim, mesmo eu já estando empregado. Tive que pedir uma ajuda pros meus pais em diversas coisas. E eu não estava pronto pra isso.

E isso me consumia de alguma forma. Até que, por meio de um sesshin, descobri que isso era um orgulho besta que me impedia de ser humilde o suficiente pra receber ajuda dos outros. Eu nunca negaria ajuda a uma pessoa, mas quando você tem que ser ajudado são outros quinhentos.

Outra coisa é ter fé. Mesmo eu enfrentando diversos problemas, as pessoas ao meu redor ainda pareciam ter problemas piores que os meus. O que eu fazia? Eu orava. Orava de coração mesmo, implorando aos budas pra ajudarem essas pessoas, nem que eu tenha que ficar sem emprego por mais tempo, mas que eu fique, para que eles possam receber no meu lugar.

E saber esperar. Como várias pessoas me falaram, o que é pra ser meu, vai ser. Ás vezes foi obra do destino não ter conseguido esses trabalhos que eu fiz entrevista ou enviei currículos até agora. O jeito é torcer, e continuar nas orações. =)

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog