sexta-feira, 21 de junho de 2013

O que é ser iluminado?

Agora há pouco eu estava ouvindo rádio, e tocou a música "Alagados" do Paralamas do Sucesso. Fui procurar a letra e me abismei que o refrão era "Alagados, Trenchtown, Favela da maré". Cantei errado minha vida inteira! Eu falava: Alagados, esprentchivaum, favela da maré". É como aquela música "Libera geral" da Xuxa que eu não consigo entender como no refrão ela consegue falar rapidamente três vezes "Libera Geral" e depois mais um "Libera" lento. Não adianta, esse "Libera geral" que ela fala rápido eu entendo ela falando "Pedra".

Agora entendo como essa música nunca fez sentido pra mim. "Pedra, pedra, pedra, então libera". Libera que pedra, cara? #chatiado

Mas, enfim. Paralamas, Herbert Viana, lembrei daquele épico comercial que passava, com a música do Raul Seixas, e fui ver no Youtube. Reparei no primeiro comentário de uma donzela chamada Karolina Albuquerque:


Calma Karol, não vou tirar uma com a sua cara, isso não é um blog de humor!

Mas uma coisa me chamou a atenção: "É um cara iluminado!".

Fiquei pensando, pensando, pensando, e aqui estão as conclusões que eu cheguei. Antes de mais nada eu não sei qual a crença do Herbert Viana, porém eu sou budista, então quero desmistificar alguns conceitos, explicando outros. E facilitando as coisas!

Todos nós temos uma natureza búdica, essa bondade inerente. Não adianta, é algo escrito em nosso DNA, está na nossa alma. Todos nós temos, só tirar dos nossos corações. E ela se manifesta em diversas crenças de outras maneiras, no fundo no fundo todas as religiões do mundo tem o mesmo objetivo. Só tem caminhos diferentes.

Herbert Viana teve aquele acidente péssimo, o Brasil se uniu em orações na época e ele conseguiu superar. Mais do que isso, talvez por ele ser uma celebridade, todos ficaram sabendo do seu esforço. Herbert superou um problema grande e ao invés de se isolar, levantando um pedestal e dizendo: "Ema, ema, ema, cada qual com seus problemas", ele inspirou muita gente de maneira direta e indireta.

Por isso que devemos ser gratos por tudo de ruim que nos acontece. Temos que ver as coisas ruins da nossa vida não como uma oportunidade de nós sermos melhor que os outros, mas de usarmos isso para estender uma mão de ajuda ao próximo, não acham?

Isso é ser iluminado, e isso independe de religião, dogma, seita, cor, sexo ou se gosta de funk carioca ou de Wilson Simonal. Uma coisa tão simples, né? Portanto a dica de hoje é, aproveite todas as coisas ruins que você superou como uma oportunidade única de ajudar o próximo a superar também. Vai que um dia uma Karol, como essa que comentou o vídeo acima, não será grata a você por ter ajudado?

Ser iluminado só depende de nós!

;)

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog