quinta-feira, 27 de junho de 2013

Será que é válido confiar em metroviários?

Hoje na porta do metrô Capão Redondo tinha um maluco com uma caixa de som entregando um jornalzinho, com aquele "Chega de sufoco" que os funcionários do Metrô adoram usar.

Eu não sei. Não confio muito na coisa quando ela é movida pelos metroviários. Eles já são concursados, têm emprego público garantido. Isso por si só já é algo que é invejável pra quem é empregado pelo setor privado. E tem mais.

Uma vez no Facebook vi um maluquinho desses antes da greve reclamando. Não lembro exatamente os números, mas eram uns numeros bons e eles ainda queriam mais. Era algo do gênero: ganhamos um salário abaixo da linha da pobreza de uns R$3,200 e queremos R$3,400. Ganhamos hoje um vale refeição de míseros R$21,00 por dia e queremos R$25 (pra sobremesa?) e por aí vai.

Que miséria boa. Eu mal ganho 10 reais de VR. Todo dia passo fome.

Uma greve por isso? E o pior: eles ainda diziam que eles estavam lutando pelos seus direitos, e que se eu, que ganho menos da metade que ele ganha quisesse eu poderia decretar greve no meu trabalho. Fuck. Se eu fosse funcionário público com chance zero de ser demitido, até eu entraria em greve, né bonitão?

E hoje eles estavam aqui convocando um protesto na frente do metrô do Capão. Na boa, vai trabalhar, cambada de vagabundo. Já ganham bem pra cacete e acham bonito ficar parando a cidade pra ganhar VR de vinte e três pratas.

Nesse manifesto eu caio fora, obrigado.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog