terça-feira, 3 de dezembro de 2013

A direita no Brasil vista de longe.

Quando estava em Chicago, tive que pegar um trem pra ir de Elk Grove Village até o centro de Chicago. No caminho sentei ao lado de uma família canadense, que estava aproveitando um fim de semana em terras ianques.

Ele começou comentando que o Brasil é um país que está crescendo muito nos últimos anos, e eu confirmei isso, dizendo que de fato pessoas na miséria hoje possuem mais poder aquisitivo.

O canadense manjava bastante. Ele sabia até que o nome da nossa presidente era Dilma. E aí ele fez o seguinte comentário:

"She's left wing, right?" (Ela é de esquerda, né?)

Uau! O cara era informado. Ao contrário da maioria dos anglo-saxões que pensavam que no Brasil se falava espanhol (não, eu não falo ¡Hola! ¿Qué tal?).

Comentei com ele que o Brasil só tinha partidos de esquerda. Ele ficou abismado. Perguntou porque a direita do Brasil era tão fraca, e eu disse que acredito que era muito pela herança da ditadura militar, que demonizou a "direita" no país, e que a oposição do governo era de centro-esquerda, nem mesmo ela se aceitava ser classificada como direita.

Mas é muito pensamento do Brasil mesmo. Embora a direita tinha produzido políticos péssimos como George W. Bush ou Herbert Hoover, ela produziu outros excelentes como o Lincoln e até o Martin Luther King Jr.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog