segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Comprando móveis.

Está rolando uma reforma em casa. Como meus pais se propuseram a subir as paredes, deixaram comigo e com meu irmão a missão de mobiliar os quartos.

Fiquei juntando dinheiro desde que voltei de Chicago. De fato, economizei ao máximo. Juntei mais ou menos uns 3 mil reais.

Lembrei de quando eu, ainda era estagiário, e ganhava R$450 mensais. Naquela época eu tinha colocado como meta juntar três mil reais também, pra comprar um computador novo. Mas ia ser coisa boa, claro, e consegui comprar em meados de 2010. Até hoje ele tá lá, firme e forte! Mas lembro que foi difícil, e ainda mais ganhando essa mizera.

Mas hoje em dia acabo tendo mais custos, e nem são coisas superfluas. Passagem de ônibus, comida e a mensalidade do meu portfólio, que é meu servidor online também. Fiquei com muito medo de ver os preços, e lembro que eu estava com "medo" mesmo de ir nas lojas e buscar os móveis. Dia 30 eu fui bater perna, mas em todas as lojas eu só via uma forma de pagamento, o cartão de crédito.

Ah! O cartão de crédito. Eu perguntei ainda se teria boleto e se fosse tudo a vista teria um desconto. Muitos juros no cartão, não vale a pena. Sem contar os vendedores de móveis: como esses últimos dias do ano são ruins de venda, eles pulam em cima do cliente como famintos por carniça, um no Ponto Frio até usou chantagem emocional comigo, algo como "Tô tentando fazer reforma em casa, é caro, e esse mês o movimento é bem baixo".

Fui pesquisar na internet e vi até os preços ligeiramente baratos. E como tinha visto os mesmos produtos na loja física, não foi surpresa. Comprei, sem vendedor fazendo chantagem emocional, pagando no boleto bancário com um descontão e agora só aguardando.

Mas ainda assim, achei divertido! É gostoso ver os móveis, experimentar as camas e coisa e tal. =) Claro que tem o custo depois, mas... Mesmo assim, gostei bastante! Depois posto umas fotos aqui de como ficou o quarto novo.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog