sábado, 1 de fevereiro de 2014

Ser grato pelas coisas ao nosso redor.

Gratidão é o primeiro passo para a iluminação. Outra coisa que parece super fácil na teoria, mas na prática é um problema e tanto.

Especialmente porque a sociedade nos ensina a querermos sempre mais e mais, e dificilmente nos satisfazemos com o que temos hoje, ou mesmo com as coisas na nossa volta.

O freio pra isso que o Buda descobriu há dois mil e quinhentos anos é gratidão. Não estou dizendo que você não possa almejar um trabalho melhor, mas você já viu o que você tem em mãos hoje e já se sentiu grato por isso? Comece pelas coisas pequenas.

Dias atrás registrei no meu Instagram como o céu estava bonito no poente, realmente foi algo pra se sentir no mínimo grato. E via que muitas pessoas passavam por isso batidos, não viam a maravilha que estava sendo desenhada no céu naquele momento, como nessas fotos desse post que eu tirei. Muitas vezes estamos tão centrados no nosso ego que deixamos de ver isso, e não apenas isso, de agradecer a isso.

Eu brinco muito que eu agradeço muito aos Budas pela minha comida, porque muitas vezes enquanto estava desempregado tinha que comer o que minha mãe fazia na pressa, e normalmente não ficava muito bom, haha. Mas aí eu olho para o que eu tenho, e ao invés de ficar almejando sempre os melhores celulares, melhores roupas, melhores computadores, fico bem feliz com o que eu tenho hoje, e tento usá-los ao máximo. E mesmo quando vou comprar algo, paro duas vezes e penso: "Eu realmente necessito disso?", e a vontade passa, porque no fundo vejo o que tenho, e me sinto grato por isso. É um bom exercício!


0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog