sexta-feira, 18 de julho de 2014

Roughs que viraram pinturas.

É sempre bom rascunhar bastante antes de fazer uma pintura. No lápis a gente tem muito mais liberdade pra pensar nas sombras, cores e traços, e quanto mais roughs fazemos do objeto de pintura, melhor o resultado final sai - mesmo que no final de cinco ou seis desenhos a sua opção acabe recaindo sobre a primeira, hehe.

Aqui eu quero mostrar os roughs finais de várias pinturas que eu fiz. Foi baseado nos roughs que a pintura saiu, logo com todo o planejamento feito, era mais fácil transpor depois com as técnicas de pintura. E na pintura foi imprescindível ficar de olho no rascunho pra saber onde escurecer, clarear, os detalhes e tudo mais.

Na ordem: Achalanatha, Héstia, Jizô, Avalokiteshvara, Quetzalcoatl.






0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog