quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Coloquem os babadores. Vamos ver as misses!

Pois é! Passou o Miss Brasil e eu aqui moscando.

É óbvio também que eu não perdi. Só acho que a cada ano a apresentação está pior. Esse ano ficou a Renata Fan (que tem uma empolgação falsa que é insuportável...), o André Vasco com um cabelo lambido pela vaca, e Patrícia Maldonado (sim, aquela que apresentava o jornal com o Faccioli em SP) que é outra que é mais perdida que cego em tiroteio. Poderiam colocar um pessoal mais empolgado, que manjasse mais... Tanta blogueira de moda e beleza aí gente, custa nada apostar. #fikdik

Pelo menos o nível das misses continua impecável. Ano passado eu elegi como a mais bonita a Miss Goiás 2013, uma senhorita chamada SILEIMÃ (????) Alvez Pinheiro. Claro, por ser tão bonita alguma coisa tinha que ser feia, no caso dela: o nome. Que mãe põe um nome desses? Vamos repensar os nomes bizarros aí gente, um dia sua filha pode ser miss.

Mas se ano passado o eixo sudeste/sul/centro tava fraquíssimo, esse ano parece que voltou com tudo. Vamos lá!


Vamos começar pela Miss Bahia, Anne Lima, uma magrelinha que agarrou meu coração por ter esse rosto angelical, um olhar sedutor e tudo isso espalhado num corpaço de 1,81m. Ela é quase do meu tamanho! Ou melhor, ela é do tamanho certinho pra mim (nossa, eu tô parecendo aqueles redatores da Playboy né? Provocativo sem falar baixaria, hehe).

Eu gosto de meninas magrelinhas, tipo "tábua", sabe? Acho que elas sabem ser sexy nas nuances, sem precisar de seios, nem nada. Acho muito legal quem sabe isso ao seu favor, e Anne usou como ninguém.

----------


Não é porque sou paulista, aliás, São Paulo, pelo menos a capital, é terra de tribufus. Ô lugar pra ter tanta mulher feia por metro quadrado, deus do céu. As bonitas aqui são disputadas a preço de ouro. Por isso, se você mora em São Paulo e busca beleza, desista: vá pro interior. Aqui a poluição afeta muito. Muita mulher feia!

Eu vi o Miss São Paulo esse ano, e foi ela pra quem eu torci do começo ao fim. E não é à toa que ela foi vice! Pra mim ela ganhou o meu segundo lugar também, a paulistana Fernanda Leme. Também é do tamanho que preciso: 1,82m! E como eu disse que interior de São Paulo é terra de beldades, a Fê (sim, sou íntimo!) é de Ribeirão Preto. O centro do estado é fábrica de musas... Nessas cidades tipo Araraquara, Ribeirão, o desafio é achar uma mulher feia na cidade. Digo porque conheço, e eu babei muito olhando as que andavam na rua, hein. Simplesmente não tem mulher feia. Vontade de trazer todas pra embelezar nossa capital de mulheres feias.

----------


Difícil vir uma feia do Rio Grande do Sul. Marina Helms, da terra da onde um amigo gaúcho me dizia: "Ih Alain, essas daí a gente balança a árvore e cai umas vinte dessas". DESCULPAÊ!! Mas essa é a dura realidade do país. Não tá fácil pra ninguém.

Aliás nesse Miss Brasil as loiras tavam com nada. Teve só duas, do Paraná e Rio Grande do Sul. Mas todo ano todo mundo vê dois estados: Minas e Rio Grande do Sul. E raramente esses dois decepcionam. Além de loira, bonita, ainda é inteligente: estudante de direito.

Marina Helms, seu namorado faz direito?
(essa piadinha é tão velha quanto a do Mario!)

-----------


Rio Grande do Sul e Minas nunca decepcionam. A mineira da vez é Karen Porfiro, quebrando todos os estereótipos de beleza que Minas Gerais anda apresentando nos últimos concursos. Desperdício foi ela sair na primeira eliminatória, isso sim! Pois se a música diz que "Sou flamengo e tenho uma nega chamada Teresa", queria que minha "nega" se chamasse Karen Porfiro! Gente, o que é isso?

Olha, eu admiro muito negras que assumem o cabelo. Onde eu moro, embora tenha muitas pessoas com ascendência afro, todo mundo alisa até dizer chega. Até mesmo no Miss Brasil todo mundo alisa. Mas olha isso. Que personalidade, que beleza, e que vontade de chamar de minha e jamais desgrudar dela! Fazer borbulhas de amor e passar a noite em claro - dentro dela, é claro.

Ai dela se fosse linda assim e um dia chegasse em casa com o cabelo alisado. Já pra fora! Perde toda a personalidade o charme, além do rosto combinar muito bem, e esses olhos, deus do céu!

É Minas Gerais, né cara. Fábrica de misses do Brasil.

----------


Ano passado eu gostei muito da Miss Mato Grosso do Sul. E tô achando que eu devo ter uma queda por esse estado que faz fronteira aqui com São Paulo. Já é o segundo ano em que uma de lá chega no meu top, a estonteante Erika Moura.

Não foram apenas as pernas (embora tenham influenciado uns 70%), mas ela tem um rosto muito perfeito. É o tipo de mulher que eu chegaria e cantaria ela assim: "Nossa, você tem um nariz lindo, feminino e muito bem desenhado". Será que funcionaria? Acho que não. Mas eu gostei muito do rosto, um dos mais proporcionais e bonitos. Mas que não consigo tirar os olhos das pernas, ah, não consigo!

----------


A catarinense Laura Lopes mostra que mesmo vindo de um estado do sul não precisa ser loira pra ser linda. Eu achei um dos corpos mais bonitos, e com essa foto ainda lá nas praias do Ceará, fala sério...

Eu não acho que pra ser bonita tem que ser tanquinho. Essa aí eu quando vi no programa reparei como o corpo dela é delineado, por isso se você é mulher, e tem uma gordurinha a mais não se desespere ou se mate na academia. Olha aí como o corpo dela é "irregular" mas passa uma beleza. Eu acho muito sexy essa "barriguinha" que mulheres têm, na área do ventre. E ela tem cinturinha e um seio muito bonito (e os seios também, com todo respeito e admiração).

----------


Ela tinha o traje típico mais idiota. Não tirava a mão fazendo reverência militar. Mas a brasiliense Luiza Lopes, portadora de lindos e raros olhos verdes, é outra que tinha um charme fora do comum. É uma das que melhor sabia andar e se portar, e olha que muitas ali que são misses não sabem andar de salto.

Tem muita sensualidade em andar de salto, que sabendo usar, deixa qualquer homem maluco. E essa aí sabia dos paranauê!

----------


Um pouco acima eu disse que minha segunda favorita havia coincidido com o segundo lugar no concurso. A primeira, minha favorita, esse ano coincidiu também com a eleição. A cearense Melissa Gurgel não é do meu tamanho, tem apenas 1,72m, mas o namorado deve ser um dos caras mais felizes e satisfeitos do mundo (sim, ela tem um boi...).

Acho que eu e o Brasil inteiro nos rendemos à beleza dela. Ano passado eu não gostei da eleita de Rondonópolis. Meio feia, mas pelo menos era carismática. Eu vi a entrevista da Melissa no Agora é Tarde, com o Rafinha Bastos, que fez o mesmo que eu faria se estivesse na frente dela: babaria.

Achei ela completa: corpo, rosto e carisma. Difícil achar alguma assim, e olha que o Miss São Paulo já teve respostas digamos... Irreverentes, como essa.

Acredito que esse ano o Brasil tem muita chance no Miss Universo com a Melissa. Pelo menos minha torcida essa aí já tem. E olha que faz uns dois ou três anos que não torço pro Brasil. Mas essa aí tem chance.

Só mais uma foto desse colírio que é Melissa Gurgel. Meu blog é o mais bonito do Brasil com essa linda, não acham? ;)


Que corpo! Dá até vontade de não usar, só pra ver se conserva mais tempo assim, hehe.

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog