segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Porque tinha que ser logo você?

Foi paixão à primeira vista. E já fazem uns cinco anos.

Eu lembro que a minha primeira reação ao ler o que você escrevia, há muitos anos, foi um bocado decepcionante. Via uma mulher deprimida, que não se dava a chance de amar ninguém, e eu sabia que desde aquele primeiro momento que nada mudaria a sua cabeça.

Teve aquela sua amiga, que me jogou um balde de água fria, e me indicou fortemente a nunca mais nutrir esse sentimento por você. Pois eu não conhecia você. E ela disse que você era uma pessoa sonhadora, e que era feliz assim. Sonhar, sonhar, sonhar. E talvez nunca ver a realidade de nada se concretizando.

Já eu, era o choque da realidade. Eu não queria sonhar com você. Eu queria você do meu lado, real. Com todas as imperfeições. Com todo o seu gênio difícil e teimoso. Mas também com seu gênio de fazer o bem sem falar nada a ninguém. Mas naquele momento já era tarde. Nós já tínhamos uma ligação forte, e durante muitos dias eu fiquei triste nesses quatro anos. E nesses quatro anos fui atrás de outras paixões, outras mulheres que pudessem cobrir esse buraco enorme dentro do meu coração que te espera, mas nada dava certo.

Inconscientemente tinha o medo de você continuar a aparecer nos meus sonhos. Porque simplesmente eu te amava, mas eu sabia que você nunca me amaria. Nunca. Eu sentia pela sua indiferença comigo. Sentia pela distância. Sentia pelos foras que você sempre me dava, mesmo quando tudo o que eu queria era ficar do seu lado, quietinho. Ó destino! Quem me dera se eu fosse um cara loiro, que morasse em outro país, ou que tocasse Beatles, ou ainda que fosse rico. Amor não enche a barriga, não tenho muita coisa a oferecer.

Durante quatro longos anos eu fugi. Toda vez que eu via meu coração sendo tomado pelo sentimento por você, eu lembrava do que essa sua amiga havia me dito: "Ela nunca vai ficar com você". Muitas vezes me perguntava que amigas cruéis são essas que pareciam querer manter você imersa no seu mundo de faz de conta e nunca incentivar você a enfim buscar um amor real.

Um amor que você consiga se encontrar. Um amor que não seja idealizado. Um amor que você conheça a pessoa, e não seja um dos muitos que você só viu uma vez na vida e elegeu como sua cara-metade. Eu hesitei muito, mas em algum momento eu pensei: "Ela tem suas imperfeições, é verdade, mas ainda assim, eu não consigo viver longe dela. E aceitaria todas essas imperfeições. E seria talvez o cara mais feliz do mundo, pois mesmo sendo imperfeita, seria perfeita pra mim".

Eu sabia desde o começo da sua resposta. E num ímpeto de desespero da minha parte, eu menti. Disse que eu não ficaria com você sob hipótese nenhuma.

Eu lembro que eu derrubava lágrimas escrevendo isso. Mas chorava porquê? Durante meses a fio foi sendo indicado o estômago. Mas foi indicado porquê? Meu estômago doía toda vez que pensava em você. Mas doía porquê?

Simples. Porque eu fui amar justo você.

E antes da sua viagem eu fui com toda minha coragem falar dos meus sentimentos pra você. E tudo o que eu recebi foi uma risadinha irônica que ficou gravado na minha cabeça como a cena mais dolorida que vivi na vida: "Hahaha! Mas você sabe que comigo não deve nutrir esperanças, né?".

Não. Tudo o que me moveu e move é isso. Esperança.

Acho que muitas músicas descrevem o sentimento que tenho por você.

Como posso eu simplesmente deixar você ir embora? Simplesmente deixar você partir sem deixar rastros? Porque nós compartilhamos o riso e dor, compartilhamos até mesmo as lágrimas. Você é a única que realmente me conheceu por inteiro.

Não quero estar de fora, aonde está você? Eu tive que ir embora, mesmo querendo ficar. Agora eu sei. Eu sei que eu fui embora mas agora eu quero você de volta pra mim...

Minha vida cigana me afastou de você, por algum tempo que eu vou ter que viver por aqui longe de você... Longe do seu carinho. E do seu olhar. Quem me acompanha, já tem muito tempo penso em você a cada momento. Sou água de rio que vai para o mar, sou nuvem nova que vem pra molhar: essa noiva que é você.

E corro pro ônibus, querida, enquanto ando, penso em nós, querida. Eu faço uma pequena oração pra você. No trabalho, eu apenas faço hora, e durante a minha parada pro café eu faço uma pequena oração pra você.

E eu acho que é isso que chamam de tristeza. Eu poderia usar o tempo em minha mãos para estar ao seu lado, rindo como crianças, vivendo como amantes, retumbando como trovão sob os cobertores. E eu acho que é isso que chamam de tristeza.

Sim, tem músicas cafonas. Mas fazer o quê? Amor é cafona... Mas é sincero. É do meu coração.

Eu não estou confundindo as coisas. Acho que nunca estive tão lúcido quanto estou agora na minha vida. Eu estaria pronto pra me jogar nesse desconhecido, e mesmo que fosse para dar de cara na parede, eu teria coragem de me jogar sim.

Mas poderia dar certo também! Pois acima de tudo o que me move é essa esperança. Esperança não apenas de que você me escolha, mas também que juntos superaremos todos os obstáculos, não porque temos dinheiro, ou porque eu não seja o homem dos seus sonhos.  Mas sim que se unirmos nossa amizade com amor, o céu será o limite, e teremos um ao outro.

O que mais me dói é pensar porque tinha que ser logo você? =(

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog