quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Família vende tudo.

Eu gosto do cinema nacional. Mas existe algo que me incomoda profundamente - e não são os temas, nem os atores, nem o roteiro. O que me incomoda é que parece que eles usam algum filtro, ou uma velocidade diferente de quadros, que dá pra ver de longe que foi filmado por aqui. É um detalhe, mas quando assisti hoje ao Família vende tudo (2006) já na primeira cena eu vi pela velocidade da projeção como sendo brasileiro.

É como chocolate, sabe? Nunca os chocolates feitos aqui terão aquela textura que desmancha na boca do Kit Kat, e sim serão aquelas pedras duras que machuca o céu da boca tipo Diamante Negro.

Enfim, voltando ao filme. A Sony anda sendo o canal que eu mais assisto. E não é apenas por conta do The X-Factor (tô torcendo pra Fleur East e a Lola Saunders esse ano!), ou How I met your mother, The Voice, Top Chef ou outros programas. E sim porque no horário das 10h da matina normalmente sempre passa um filme legal. Foi nesse horário que há um tempo vi o Clube de Leitura de Jane Austen.

E hoje quando liguei eu vi o Lima Duarte no papel do meu vô Chico! Incrível, hahaha! Muito parecido mesmo, até o jeito de falar. Dizem lá que o filme é comédia, mas eu não consegui rir em nenhum momento. Não por não ser engraçado, tem algumas piadinhas, mas o filme conta a estória de uma família bem pobre que resolve ter a idéia genial de fazer a filha engravidar de um cantor sertanejo brega pra conseguir uma gorda pensão forever.

Tem piadas, mas eu achei o filme incrivelmente triste. O diretor, meu xará, Alain Fresnot, mostrou mais esse registro das famílias pobres do nosso Brasil varonil. Filme tem desfechos indefinidos (a gente quer saber o que aconteceu com cada personagem!) e um final que meio deu uma broxada, puxando pro romance.

Mas em suma, os personagens são muito carismáticos. Todos eles, cada um tem um background único. O Lima Duarte é o Arisclene, a.k.a. meu vô Chico. Marisol Ribeiro como Lindinha, a menina que resolve engravidar do cantor, e o cantor Ivan Lima é vivido por Caco Ciocler. Eu não gosto do Caco, acho ele um péssimo ator, acho que a única atuação que curti dele foi em Olga. Assim como Camila Morgado nasceu pra ser Olga Benário, acho que Caco Ciocler nasceu pra ser Luiz Carlos Prestes. Mas no filme, não é que ele me surpreendeu?

Enfim, apesar dos pesares gostei do filme. E quando eu gosto, pede música no Fantástico ganha um post aqui!

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog