quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Nerds!

Sou do tempo que era difícil ser nerd. A gente era humilhado na escola, pessoas só tinham amizade conosco pra colar na prova, e as meninas tinham nojo da gente, nunca queriam nada.

Esses dias tava assistindo ao Kick Ass 2, e, obviamente, o filme é entupido de referências nerds. O que eu achei legal é ver como os nerds mudaram de babões estudiosos, para uma sub-cultura que está crescendo mais e mais.

Eles não deixaram de ser babões. Continuam pessoas bitoladas em alguma coisa: sejam games, mangás, gadgets, quadrinhos, etc. Mas a indústria tá sabendo explorar bem.

Acho Kick-Ass um dos símbolos dessa era. Talvez daqui uns 20 ou 30 anos olharão pra Kick-Ass como retrato dessa época assim como Embalos de Sábado à noite foi o retrato daquele período das nossas mamães e papais.

O principal ponto é: nerds gostam como ninguém do Mito do Herói. Afinal, 90% do conteúdo que consumimos tem referências grandes a isso. Crescemos gostando do Homem Aranha, Cavaleiros do Zodíaco e afins. E os roteiristas exploram bastante isso, pois é relativamente fácil.

Nerds gostam de referências. Vide The Big Bang Theory. Lá tem referências a todo raio de tipo de nerd. Até o mais nerd dos nerds pode eventualmente encontrar referências a coisas que ele não conhecia. E não gostamos de referências na cara, gostamos de coisas sutis, porque nerds são pessoas que são ligadas nos detalhes.

E nerds gostam de corpos sarados. Sejam de homens ou mulheres. No Kick Ass 1, todos os marmanjos queriam pegar nos peitões da namoradinha do Dave, a Katie (Lyndsy Fonseca, com um nome tão brega com y como Kayky Brito). E no Kick Ass 2, várias garotas suspiraram junto da Mindy quando o Dave tirou a camisa e mostrou o seu peitoral bombado.

Bom, dizem que a gente gosta do que a gente não tem. Nerds não são nem bombados, nem heróicos. Mas isso não quer dizer que não possamos usar um pouco da magia do cinema e mudar isso, né? ;)

0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog