sábado, 17 de janeiro de 2015

Ratnasambhava


Eu não gostei muito. Foi complicado por conta do material.

(pode-se entender como desculpa de pintor ruim também!)

Muito complicado misturar as cores. Sem contar que faltavam cores numa palheta básica. Haviam muitos tons de pele, e poucos tons básicos. Por exemplo, senti falta do violeta. Violeta é essencial para se escurecer o amarelo, e então eu tentei fazer misturando o vermelho e azul e o resultado foi essa sombra verde.

É cor pra fazer qualquer Goethe chutar o pau da barraca! =P

Isso não era pra acontecer, mas no final, até que não ficou tão ruim! Tirando o tempo que levei pra fazer. Mas foi bom pra saber se o material prestava ou não, e acho que pelo menos por enquanto vou deixar de lado esse crayon aquarelável (que minha mãe comprou pensando que era pastel oleoso. E tinha nada a ver com verdadeiro pastel oleoso! Enganaram ela, snif).

Esse é o giz bizarro japonês:


0 comentários:

Postar um comentário

Arquivos do blog